Desde fevereiro, Casa da Mulher de Campo Grande realiza mais de 13 mil atendimentos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

(O Estado – 08/07/2015) Desde sua inauguração, em fevereiro deste ano, a Casa da Mulher Brasileira realizou 13.998 atendimentos e encaminhamentos de mulheres em situação de violência doméstica. A Casa é um projeto de gestão compartilhada, e atualmente está sob a coordenação da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SEMMU).

Com o objetivo de empoderamento da mulher e do enfrentamento da violência doméstica no país, o programa do Governo Federal ‘Mulher: Viver sem Violência’ concentra, em um único projeto, atendimento completo, visando a quebra do ciclo de violência em que muitas mulheres se encontram, entendendo que o apoio e acompanhamento psicossocial é importante para a reconstrução pessoal destas vitimas. O relatório da CMB, desde feveiro, já foram 3,171 mulheres atendidas, e o número total de atendimento passa dos 13 mil porque para cada uma são vários procedimentos. Durante o tempo que as mães estavam no local, 588 crianças foram atendidas.

De acordo com a coordenadora da SEMMU, Adriana Sunakosawa, a “rede de órgãos que atuam na Casa da Mulher Brasileira tem um grande fluxo, e completam uns aos outros mediante a necessidade de cada caso”, o que define a grande importância do projeto, ao atender, acolher e apoiar as mulheres vitimas de violência sem que elas precisem peregrinar em busca de atendimento. Estão inseridos na CMB a DEAM 24 horas, Defensoria Pública,  Promotoria de Justiça com a 3ª Vara de Violência Doméstica e Familiar, Patrulha Maria da Penha (Guarda Municipal), Funsat (Fundação Social do Trabalho), além de atendimento Psicossocial, brinquedoteca e alojamento.

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres tem a preocupação de inserção social e no mercado de trabalho. No local, há servidoras de diferentes etnias, como indígenas, negras, mulheres deficientes e LGBT’s. No atendimento, há interprete de libras, possibilitando total acolhimento de todas as mulheres, sem distinção de raça, crença ou condição social.

A Casa da Mulher Brasileira está localizada na Rua Brasília, nº1 – Jardim Imá.

Acesse no site de origem: Desde fevereiro, Casa da Mulher de Campo Grande realiza mais de 13 mil atendimentos (O Estado – 08/07/2015)