Disque-denúncia do ES tem mais de 300 ligações de mulheres após Enem (G1 – 27/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Tema da redação abordou a violência contra a mulher. Ligações foram realizadas em um período de 24 horas após prova.

Mais de 300 mulheres ligaram para o disque-denúncia, no Espírito Santo, em um período de 24 horas após a divulgação do tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no domingo (25). Os alunos tiveram que discorrer sobre “a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”.

Para a juíza Hermínia Azoury, coordenadora estadual de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar, a repercussão do tema é um incentivo às mulheres.

“Foram 7,8 milhões de alunos, sendo 57,5% do sexo feminino. Conversando com algumas pessoas que fizeram a prova, soube que muitas mulheres, entre os 57%, tiveram experiências e puderam falar muito bem da temática. As famílias todas participaram desse tema escolhido pelo Enem”, disse.

Segundo a polícia, no Espírito Santo, existem seis delegacias especializadas da mulher na região Metropolitana de Vitória.

“Há um interesse em expandir. No interior, temos mais quatro especializadas, sendo elas em Colatina, Cachoeiro de Itapemirim, Aracruz e São Mateus. Mas todas as delegacias de polícia, independente de existir unidade policial específica, recebem essas queixas”, destacou o delegado Cláudio Victor.

Acesse no site de origem: Disque-denúncia do ES tem mais de 300 ligações de mulheres após Enem (G1 – 27/10/2015)