Em artigo no jornal Zero Hora, coordenador da Frente Parlamentar Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres defende adesão ao movimento #ElesPorElas (ONU Mulheres – 09/07/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Texto foi publicado pelo deputado estadual Edegar Pretto, membro do Comitê Nacional Impulsor Brasil ElesPorElas (HeForShe), no jornal Zero Hora

Clique aqui para ler diretamento do portal ZH

Saiba mais sobre o movimento #ElesPorElas

Nós, homens, podemos e devemos ser aliados na luta feminista. Precisamos nos posicionar e conversar uns com os outros para que possamos eliminar todas as formas de desigualdade de direitos entre homens e mulheres. Muito já foi conquistado pelo movimento até hoje, mas está na hora de entendermos que a luta por equidade de gênero também é nossa, dos homens.

Nesse contexto, a ONU lançou em 2014 a campanha #ElesPorElas (#HeForShe em inglês). Em síntese, um movimento de solidariedade pela igualdade de gênero. O objetivo é envolver homens e meninos como defensores e agentes de mudança para alcançar a igualdade de gênero e a eliminação de todas as formas de discriminação e violência contra as mulheres e meninas.
O pontapé da ação #HeForShe na América Latina foi dado no último dia 25 de junho em Foz do Iguaçu, ocasião em que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul tornou-se signatária do movimento, a partir das ações da Frente Parlamentar dos Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher, que coordenamos há cinco anos. A dupla Gre-Nal já fez seu gol de placa escalando seus craques para vestirem a camiseta da campanha #ElesPorElas.

Com a adesão, a frente também entra para o comitê nacional impulsor Brasil Eles por Elas. Nossa tarefa agora é desdobrar um conjunto de agendas visando ao envolvimento de diferentes setores neste tema. O trabalho que começamos no Rio Grande do Sul já é referência no Brasil e para as Nações Unidas. Isso nos encoraja muito para seguir a grande luta de conversar com os homens sobre igualdade de gênero e o fim da violência contra as mulheres.

Como bem disse a embaixadora da boa vontade da ONU, a atriz Emma Watson, esta é uma campanha sobre liberdade em que “todos nós queremos que os homens comecem essa luta para que suas filhas, irmãs e esposas possam se livrar do preconceito, mas também para que seus filhos sejam livres para serem vulneráveis e humanos e, fazendo isso, sejam uma versão mais completa de si mesmos”. Essa é a nossa luta. E acredito que todos os gaúchos e gaúchas devem, sim, se mover na mesma direção.

Acesse no site de origem: Em artigo no jornal Zero Hora, coordenador da Frente Parlamentar Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres defende adesão ao movimento #ElesPorElas (ONU Mulheres – 09/07/2015)