Em audiência pública na Alego, delegada Cybelle Tristão afirma que educação é a solução para combater feminicídio

Goiás está na segunda colocação no ranking de estados onde mais ocorrem feminicídios

A delegada titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Aparecida de Goiânia, Cybelle Tristão, afirmou durante audiência pública que ocorreu nesta terça-feira (21/11) na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) que é necessário investir em educação para combater o crime de feminicídio, um homicídio praticado contra mulheres apenas pelo fato das vítimas serem mulheres.

De acordo dados apontados por ela, o Brasil está em quinto lugar no ranking dos países que mais ocorrem este tipo de crime. Em relação a classificação por estado, Goiás se encontra na segunda colocação.

Para ela, a solução para este problema social está no investimento em educação. “Acho que a violência contra a mulher é uma construção social oriunda de uma sociedade patriarcal onde a mulher sempre foi submissa ao homem. É preciso quebrar essa cultura machista”, apontou.

A delgada acredita ainda que deve-se investir também em ações preventivas para poder atender bem as mulheres que foram vítimas de violência.

Por Ingrid Reis

Acesse no site de origem: Delegada afirma que educação é a solução para combater feminicídio (DM/GO – 22/11/2017)