Em Manaus, mulheres vítimas de violência terão ‘Alerta do Pânico’ disponível no celular (A Crítica – 25/09/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O aplicativo funciona com um sistema GPS, que localiza a mulher no momento do envio do pedido de ajuda, e poderá ser baixado na loja do Google Play para smartphones, com sistema operacional Android

Um novo aplicativo permite que mulheres que tenham sofrido violência e estejam incluídas no programa de proteção a vítimas, enviem pelo smartphone um chamado de emergência à polícia quando estiverem em situação de risco.

A ferramenta, chamada de “Alerta Rosa”, será lançada junto com o Portal da Mulher Amazonense, no próximo dia 29, às 09h, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) na avenida André Araújo, 1706 bairro Aleixo, zona Centro-sul.

O objetivo das novas ferramentas é dar mais agilidade ao atendimento das vítimas de violência e estabelecer um canal de comunicação e relacionamento entre a população e a Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres, da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sepm/Sejusc). O projeto do Portal da Mulher Amazonense e o aplicativo “Alerta Rosa” é uma iniciativa do Governo do Estado, criado em parceria com a FabriQ Projetos e a Samsung Eletrônica da Amazônia.

Segundo a diretora de relacionamento institucional da área de pesquisa e desenvolvimento da Samsung, Simone Scholze, a violência contra a mulher é um problema grave que afeta todo o Brasil e requer políticas públicas eficazes, como as que estão sendo implantadas pelo Governo do Amazonas. “Esta iniciativa está de acordo com a vocação tecnológica da Samsung, ao utilizar tecnologias e instrumentos modernos no enfrentamento de um problema social tão relevante”, ressaltou.

De acordo com o gerente de Projeto da FabriQ, Daniel Goettenauer, a mulher poderá acionar o “Alerta Rosa” quando estiver em situação de risco e após ser incluída no programa de proteção às vítimas de violência, das Delegacias da Mulher.

O aplicativo funciona com um sistema GPS, que localiza a mulher no momento do envio do pedido de ajuda, e poderá ser baixado na loja do Google Play para smartphones, com sistema operacional Android.

A secretária da Sejusc, Graça Prola, explicou que no portal da Mulher Amazonense também vai ser possível encontrar dados de violência, informações sobre os órgãos que fazem parte da Rede de Atendimento à Mulher, notícias, além de um espaço para denúncias e testes para saber se está sofrendo algum tipo de agressão e qual a gravidade. “A inovação tecnológica tem nos possibilitado inúmeros e grandes avanços na consolidação dos direitos da mulher, garantindo atuação em tempo real na proteção das vítimas e punição de seus agressores”, aponta.

*Com informação da assessoria de imprensa

Acesse no site de origem: Em Manaus, mulheres vítimas de violência terão ‘Alerta do Pânico’ disponível no celular (A Crítica – 25/09/2015)