EMERJ promove reunião sobre os direitos da mulher presa – Rio de Janeiro, 25/02/2016

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro – EMERJ, a Presidente do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero, Juíza Adriana Ramos de Mello, e a Vice-Presidente do Fórum, Juíza Maria Daniella Binato de Castro, convidam os Magistrados, Promotores de Justiça, Procuradores do Estado e do Município, Defensores Públicos, Advogados, Estagiários da EMERJ, Servidores e demais interessados para a 39ª Reunião do Fórum, a realizar-se no dia 25 de fevereiro de 2016, de 10h às 12h, no Auditório Des. Paulo Roberto Leite Ventura, situado na Rua Dom Manuel nº 25 – 1º andar – Centro – RJ. O tema versará sobre “Os Direitos da Mulher Presa à Luz do Princípio da Dignidade da Pessoa Humana”, conforme a programação abaixo:

Abertura:
Des. Paulo de Oliveira Lanzellotti Baldez – Presidente do Fórum Permanente de Especialização e Atualização nas Áreas do Direito e do Processo Penal
Juíza de Direito Adriana Ramos de Mello – Presidente do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero

Palestrante:
Dr.ª Maíra Fernandes – Advogada Criminal
Membro do Comitê Latino Americano e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher (CLADEM/Brasil) dos Advogados do Brasil – OAB.

Debatedor:
Des. Paulo de Oliveira Lanzellotti Baldez – Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro
Presidente do Fórum Permanente de Especialização e Atualização nas Áreas do Direito e do Processo Penal

Local:
Rua Dom Manuel nº 25 – 1º andar – Centro – RJ
Informações: 3133-3369/3133-3380

Inscrições: exclusivas pelo site da EMERJ (www.emerj.tjrj.jus.br)
Serão concedidas horas de estágio pela OAB/RJ para estudantes de Direito participantes do evento.
Poderão ser concedidas horas de atividade de capacitação pela Escola de Administração Judiciária aos serventuários que participarem do evento (de acordo com a Resolução nº 13/2013, art.4º, incisos I e II, e art. 5º, do Conselho da Magistratura).

emerj seminario mulheres presas