Equipe visita local onde será instalada a Casa da Mulher Brasileira (Gov. PI – 18/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A vice-governadora Margarete Coelho destacou a localização estratégica da Casa da Mulher Brasileira no Piauí.

Mais um passo foi dado em sentido à construção da Casa da Mulher Brasileira no Piauí. A vice-governadora Margarete Coelho realizou visita técnica, na segunda-feira (17), acompanhada da arquiteta da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), Valéria Laval, ao terreno onde será construída a Casa da Mulher Brasileira em Teresina.

Com objetivo de compreender os trâmites da legislação municipal e estadual para que possa ser iniciada a obra, a técnica conheceu a localização, juntamente com a senadora Regina Sousa; a coordenadora estadual de Políticas Públicas para Mulheres, Halda Regina; e técnicas das secretarias da Administração, Segurança e Planejamento.

A arquiteta Valéria Laval conheceu, registrou por meio de fotografias e avaliou positivamente a escolha do local, onde funciona, atualmente, o Centro Social Urbano – CSU do Parque Piauí. “A Casa da Mulher Brasileira é um equipamento urbano que necessita ter uma facilidade de acesso. Aqui em Teresina o terreno é bem localizado, em uma área com acesso de vias de transporte coletivo, além da proximidade de órgãos públicos”, ressaltou Valéria.

 

A vice-governadora destacou a localização estratégica da Casa e os proveitos que as mulheres terão no espaço. ( Foto: Maurício Pokemon)

“Com essas informações colhidas, vamos trabalhar a questão jurídica do terreno, ou seja, os instrumentos legais para a construção”, afirmou. Ainda de acordo com a arquiteta, os elementos observados durante a visita servirão também para a elaboração do projeto de adequação que, após os trâmites jurídicos, serão apresentados para análise e aprovação dos órgãos responsáveis.

Como inovação no atendimento humanizado às mulheres, a Casa da Mulher Brasileira faz parte do programa Mulher – Viver sem Violência, que facilita o acesso aos serviços especializados para garantir condições de enfrentamento da violência, o empoderamento da mulher e sua autonomia econômica.

Valéria Laval explicou que o projeto segue um modelo padrão em todo o país. “O projeto possui uma identidade visual, que deve ser preservada, mas que ao mesmo tempo também ele se adapta ao tamanho do terreno e à topografia do local”, declarou. No Brasil, duas casas já foram concluídas e estão em funcionamento, em Campo Grande – MS e Brasília – DF. Outras cinco já estão em andamento em outras cidades e estados.

 

Casa da Mulher Brasileira será instalada onde funciona atualmente o CSU do Parque Piauí. ( Foto: Maurício Pokemon)

A vice-governadora do Piauí destacou a localização estratégica da Casa e os proveitos que as mulheres terão neste espaço, que contará com serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público; Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes. “A população vai gostar bastante. O terreno é muito bom, vai valorizar a região e melhorar a autoestima da comunidade”, concluiu Margarete Coelho.

Letícia Rodrigues

Acesse no site de origem: Equipe visita local onde será instalada a Casa da Mulher Brasileira (Gov. PI – 18/08/2015)