Especial do CORREIO sobre estupro em Salvador recebe menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog (Correio 24horas – 07/10/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O projeto O Silêncio das Inocentes foi publicado em dezembro do ano passado

O especial O Silêncio das Inocentes, publicado no Correio24horas em dezembro do ano passado, recebeu menção honrosa na 38ª edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos – o mais importante de jornalismo e Direitos Humanos do país – nesta sexta-feira (7). O projeto, que aborda a violência sexual contra mulheres em Salvador, foi acessado por mais de 100 mil pessoas e estava inscrito na categoria Internet.

Ao todo, foram 567 trabalhos inscritos no prêmio, em todas as categorias. Ao final, a categoria Internet teve quatro reportagens selecionadas. O primeiro lugar ficou com o Especial 100, assinado pela jornalista Natalia Viana, da Agência Pública, de São Paulo. A reportagem TVs da Amazônia – Uma realidade que o Brasil desconhece, da jornalista Elvira Lobato, da mesma Agência Pública, também levou menção honrosa na categoria.

Resultado de imagem para silencio das inocentes correio 24h

“O trabalho da equipe do Correio se destacou entre as reportagens que concorriam na categoria internet não só pelo domínio de técnicas de jornalismo multimídia, explorando diferentes linguagens, mas também pela delicadeza e ética com que tratou de assunto tão delicado como a violência sexual contra mulheres”, afirmou o secretário-executivo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji, uma das entidades que fez parte da comissão julgadora), Guilherme Alpendre.

O Prêmio Vladimir Herzog é o único do país que tem júri aberto ao público: a fase final foi transmitida na manhã desta sexta-feira, pelo site da Câmara Municipal de São Paulo. Nessa etapa, os jurados representantes de 12 entidades – a exemplo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) – escolhem os vencedores. Antes disso, as reportagens foram avaliadas por três jurados em cada categoria.

O Silêncio
O Silêncio foi resultado de quatro meses de investigação dos repórteres Thais Borges, Alexandre Lyrio e Clarissa Pacheco, sob coordenação do editor de Inovação do jornal, Juan Torres. Ao elaborar um mapa do estupro em Salvador e expor as histórias de mulheres estupradas, além das falhas no acolhimento às vítimas e os perfis de estupradores, O Silêncio motivou uma audiência pública convocada pelo Ministério Público da Bahia (MP–BA). O evento, coordenado pela promotora Márcia Teixeira, então coordenadora do Grupo de Atuação em Defesa da Mulher (Gedem), foi transmitido ao vivo pela internet.

Durante a audiência, foi anunciada parceria do CORREIO com a campanha Chega de Fiu Fiu. A campanha, iniciativa da ONG Think Olga, permite a denúncia anônima de assédios e estupros e é uma das maiores referências do Brasil na luta contra a violência contra a mulher. Para fazer uma denúncia, é possível acessar a página da Olga no site do jornal.

Em maio, o especial venceu o primeiro lugar no INMA Global Media Awards, na categoria Best Idea to Grow Digital Readership/ Engagement Regional (Melhor Ideia para Aumentar Leitura Digital ou Engajamento).

Em setembro, o projeto foi indicado ao Latam Digital Media Awards, prêmio organizado pela Wan-Ifra (Associação Mundial de Jornais, na sigla em inglês), que reconhece trabalhos de excelência em mídia digital em toda a América Latina. A série do CORREIO concorre com reportagens da Folha de S. Paulo e do jornal argentino La Nación. O vencedor será conhecido em novembro e ainda vai para uma disputa final, com trabalhos do mundo todo.

Confira todos os vencedores do Prêmio Vladimir Herzog 2016:

Arte
Vencedor: Brum (Rodrigo Serra Brum Machado) – “Monstro”
Jornal Tribuna do Norte – Natal/RN
Menção Honrosa: Samuca (Samuel Rubens de Andrade) -“Eu vi um Pokémon”
Diário de Pernambuco – Recife/PE

Fotografia
Vencedor: André Lucas Almeida – “Repressão Policial contra secundaristas”
Brasil Post – São Paulo/SP
Menção honrosa: Ricardo Oliveira – “Piaçabeiros e Piabeiros, às margens do Rio Negro, das leis trabalhistas e dos direitos humanos” – Jornal Amazonas Em Tempo – Manaus/AM

Internet
Vencedora: Natalia Viana – “Especial 100”
Agência Pública – São Paulo/SP
Menção Honrosa: “O Silêncio das Inocentes”
Correio – Salvador/BA
Menção Honrosa: Elvira Lobato – “TVs da Amazônia – Uma realidade que o Brasil desconhece”
Agência Pública – Rio de Janeiro/RJ

Jornal
Vencedor: Leonencio Nossa – “Terra Bruta”
O Estado de S. Paulo – Brasília/DF
Menção honrosa: Vitor Hugo Brandalise – “Por cima, não: ‘acima’”
O Estado de S. Paulo – Caderno Aliás – São Paulo/SP

Rádio
Vencedora: Michelle Trombelli – “Especial 10 anos – Lei Maria da Penha”
Rádio BandNews FM – São Paulo/SP

Revista
Vencedora: Cristine Kist – “O bandido está morto e agora?”
Revista Galileu – São Paulo/SP
Menção Honrosa: Maria Clara Nicolau Vieira – “Pequenos e invisíveis: a mortalidade das crianças indígenas”
Revista Crescer – São Bernardo do Campo/SP

Documentário
Vencedora: Débora Brito – “Mulheres do Zika”
TV Brasil – Brasília/DF
Luana Ibelli
Menção Honrosa: “Racismo na Escola”
TV Brasil – São Paulo/SP

Reportagem de TV
Vencedora: Monica Pinheiro – “Chacina em Osasco”
TV Globo – São Paulo/SP
Menção honrosa: Daniel Motta – “Rota da Castanha: Exploração Sem Limites”
TV Record – São Paulo/SP

Acesse no site de origem: Especial do CORREIO sobre estupro em Salvador recebe menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog (Correio 24horas – 07/10/2016)