Estado do MT investe em cursos para mulheres em vulnerabilidade (Gov/MT, 28/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Qualificar mulheres vítimas de violência para que se tornem autossuficientes. Este é o objetivo do projeto “Possibilidades gastronômicas com a carne suína”, que qualificará inicialmente 20 alunas da região do bairro Tijucal, em Cuiabá. O curso faz parte do Programa Emprega Rede, iniciativa do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) para promoção da inclusão socioprodutiva da população de baixa renda.

Termo de Parceria entre NAV, Setas e demais instituições apoiadoras foi firmado esta semana (Foto: Jana Pessôa/Setas-MT)

Termo de Parceria entre NAV, Setas e demais instituições apoiadoras foi firmado esta semana (Foto: Jana Pessôa/Setas-MT)

Na terça-feira (27.10) a Setas e o Núcleo de Ações Voluntárias (NAV) oficializaram um termo de parceria com a Associação dos Criadores de Carne Suína de Mato Grosso (Acrismat), Senac, Rede Cidadã e Polícia Militar (PMMT) para implementação do projeto.

“Só tenho a agradecer a disponibilidade de todos os parceiros em contribuir com este projeto que vem, por meio da educação profissional, agregar às mulheres em situação de vulnerabilidade, especialmente as vítimas de violência, valores e competências para exercerem uma profissão”, afirmou a primeira dama e coordenadora do NAV, Samira Martins Taques.

A parceria consiste em qualificar essas mulheres no preparo de pratos simples e sofisticados utilizando os variados cortes suínos, permitindo a geração de renda. “O projeto vai promover a cidadania e autonomia para que elas possam criar e desenvolver seu próprio negócio ligado à gastronomia”, defendeu a secretária adjunta de Trabalho e Emprego, Ivone Rosset.

Com um total de 60 horas/aula, o treinamento começa dia 10 de novembro e segue até 1º de dezembro. Serão abordadas as seguintes unidades temáticas: atitudes que diferenciam o profissional no mercado de trabalho, cortes e arte no preparo da carne suína e matemática básica e formação de custo. As futuras alunas serão selecionadas pela Polícia Militar e o projeto Rede Cidadã, conforme explicou Ivone Rosset.

O curso, com chefes de cozinha do Senac-MT em parceria com a Acrismat, visa promover e incentivar a empregabilidade e o empreendedorismo e prevê ainda a publicação de um livro de receitas com um breve relato sobre a vida e a capacidade de superação dessas mulheres. Cada uma delas poderá publicar uma receita própria com carne suína.

Defendendo a inclusão social e produtiva pela qualificação profissional, o secretário titular da Setas, Valdiney de Arruda, ressaltou que este é um processo novo, que vem ao encontro do objetivo do Governo de Mato Grosso de não deixar nenhum cidadão para trás. “É mais uma ação do programa Emprega Rede, que dentre outras finalidades visa qualificar o público vulnerável. Qualificação é tudo na vida do cidadão”.

Presidente da Acrismat, Raulino Teixeira Machado externou a satisfação de ver a associação parceria deste projeto. “Precisamos olhar cada vez mais para o social e é isso que a associação está fazendo”, frisou, ressaltando a parceria que a entidade já desenvolve com a Setas em que disponibiliza 900 vagas de cursos para defumados e manejo de suínos. Custódio Rodrigues, secretário executivo da Acrismat, também agradeceu a valorização da carne suína e colocou a entidade aberta a novas parcerias.

Hermes Martins, presidente do Senac-MT, reconheceu a importância do projeto. “É uma satisfação muito grande podermos levar conhecimento, preparar pessoas para o mercado de trabalho ou para ter seu próprio negócio. Temos que pensar no futuro, dar oportunidade àqueles que querem sair da situação de vulnerabilidade”. A declaração foi reforçada pela diretora do Senac, Márcia Vecchi: “É uma honra fazer parte deste momento maravilhoso. Quando chegarmos ao final do curso, com certeza poderemos ver que por meio da educação profissional é possível fazer a diferença na vida dessas pessoas”.

A coronel PM Zózima dos Santos, representando a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), destacou o papel do Estado na inclusão social e produtiva das mulheres vítimas de violência e a participação do Rede Cidadã no projeto de qualificação da Setas. O major PM Márcio da Costa Vitor, comandante de policiamento da capital, também agradeceu a Setas e o NAV por terem escolhido a PM e o Rede Cidadã para a seleção das mulheres que serão beneficiados com o curso.

SANDRA CARVALHO
Assessoria/ Setas-MT

Acesse no site de origem: Estado investe em cursos para mulheres em vulnerabilidade (Gov/MT, 28/10/2015)