Estupros aumentam 46% em Mato Grosso (Diário de Cuiabá – 20/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

De janeiro a agosto, os casos de estupro de vulnerável em Mato Grosso aumentaram 46% em relação ao ano passado

De janeiro a agosto, os casos de estupro de vulnerável em Mato Grosso aumentaram 46% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2015 eram 332 casos, aumentando para 487 no mesmo período. Em Cuiabá, o aumento no mesmo período foi de 20%. De 80 casos de estupro de vulnerável em 2015, o número saltou para 96 em 2016.

Já na cidade de Várzea Grande, os casos apresentaram uma queda comparando os meses de janeiro a agosto. Foram de 33 em 2015 para 24 neste ano, um decréscimo de 27%. Os dados são da Secretaria de Estado e Segurança Pública de Mato Grosso.

Vale ressaltar que o estupro de vulnerável, de acordo com o estabelecido pelo artigo 217-A do Código Penal, consiste na prática de conjunção carnal ou outro ato libidinoso com menor de 14 anos ou contra pessoa que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência.

O levantamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública aponta que, em 2015, em relação ao estupro de vulnerável, 163 pessoas de 13 a 17 anos foram vítimas do crime. E ainda dez vítimas entre 18 a 59 anos, uma maior de 60 anos e 12 com idade não informada.

Já neste ano, as vítimas com idade de 13 a 17 anos saltaram para 187. Com idade 18 a 59 anos subiu para 19, um caso contra maior de 60 anos e duas vítimas não informaram idade.

Na capital, o número de estupro de vulnerável entre vítimas de 13 a 17 anos no ano de 2015 – janeiro a agosto – foi 23. Dois entre 18 e 59 anos e quatro com idade não informada. Neste ano foram 25 casos com vítimas de 13 a 17 anos. Um com vítima entre 18 a 59 anos.

Na cidade de Várzea Grande, no ano passado foram 14 casos com vítima de 13 a 17 anos. Neste ano, já são 17 casos com pessoas entre 13 a 17 anos, três entre 18 e 59 anos e um com maior de 60 anos.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública ainda aponta outros números de estupro, que não os de vulneráveis. No Estado, em 2015 foram cometidos 52 estupros com pessoas entre 13 a 17 anos; 109 contra pessoas na idade de 18 a 59 anos; um com maior de 60 anos; e cinco não informaram a idade.

Já em 2016, contra pessoas de 13 a 17 anos foram 60, de 18 a 59 anos foram 147. O crime cometido contra pessoas de 60 anos já são cinco e cinco não informaram a idade.

Em Cuiabá, de janeiro a agosto de 2015 foram 12 estupros contra vítimas de 13 a 17 anos, 32 contra pessoas com idade de 18 a 59 anos e uma com idade não informada.

Neste ano, foram nove estupros contra vítimas com idade de 13 a 17. Além de 28 casos com vítimas de idade 18 a 59 anos e um com idade não informada.

Em Várzea Grande, no ano de 2015 entre janeiro e agosto foram um caso entre pessoas de 13 a 17 anos e 12 nas vítimas entre 18 e 59 anos. Neste ano são quatro casos com vítimas de idade entre 13 a 17 anos e dez entre 18 a 59 anos.

Aline Almeida
Da Reportagem

Acesse no site de origem: Estupros aumentam 46% em Mato Grosso (Diário de Cuiabá – 20/09/2016)