Evento esportivo promovido pelo Gevid desperta para o problema da violência contra a mulher (MPSP – 17/03/2014)

Mais de 650 mulheres participaram de etapa do Projeto “Corra pela Vida”, promovido pelo GEVID

Cerca de 650 mulheres de São Paulo, Fortaleza, Rio, Brasília, Santos, Valinhos, Presidente Prudente, Campinas e várias outras cidades do Brasil participaram, no último sábado (15/03), em São Paulo, de mais um evento do projeto “Corra pela Vida”, desenvolvido pelo Núcleo de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher (GEVID) – Grande São Paulo II, do Ministério Público do Estado de São Paulo, em parceria com a ONG Projeto Vida Corrida. O evento visa recuperar a autoestima das mulheres em situação de violência e vulnerabilidade, por meio da prática de esportes, em especial da corrida, e também marcou as comemorações do Dia Internacional da Mulher, registrado no último dia 8.

Cerca de 650 mulheres particparam do projeto "Corra pela Vida"

Cerca de 650 mulheres particparam do projeto “Corra pela Vida” (Fotos: MPSP)

Realizado na Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP), no período da manhã, o evento durou cerca de 4 horas, período em que as participantes realizaram um treino recreativo de corrida na extensão de 6 km, seguido de café da manhã e distribuição de prêmios ofertados por apoiadores. Também foram distribuídos 600 exemplares da Cartilha “Mulher Vire a Página”, produzida pelo GEVID.

Compareceram representantes do Ministério Público, da Secretaria Estadual da Justiça, do Poder Judiciário, da Defensoria Pública, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Polícia Militar, além de representantes do mundo esportivo, atletas e a Presidente da organização não-governamental Vida Corrida.

A Promotora de Justiça Maria Gabriela Prado Manssur, organizadora da iniciativa, recepciona as participantes

A Promotora de Justiça Maria Gabriela Prado Manssur, organizadora da iniciativa, recepciona as participantes

“O evento buscou enfatizar a luta pelos direitos da mulher, pela saúde e pelo respeito”, afirma a Promotora de Justiça Maria Gabriela Prado Manssur, Coordenadora do Núcleo Grande São Paulo II e organizadora da iniciativa. “Acreditamos que o esporte também pode contribuir muito para que possamos ajudar as pessoas a romper esse círculo vicioso da violência doméstica e da violência contra a mulher”.

Também participaram do evento as Promotoras de Justiça Fabíola Sucasas, Adriana de Cassia Delbue Silva e Luciana Vieira Dellaqua Vinci.

Acesse no site de origem: Evento esportivo promovido pelo MP desperta para o problema da violência contra a mulher (MPSP – 17/03/2014)