Femicídios e as mortes de mulheres no Brasil, por Wânia Pasinato

O artigo trata do crescente interesse na categoria “femicídio” para análises sobre as mortes de mulheres na América Latina e seu emprego para o caso brasileiro. Apesar de ocorrerem em circunstâncias diversas, a partir de sua classificação como “femicídio” todas as mortes se explicam pelo fato de que “as vítimas são mulheres”, enfatizando a persistência de um modelo patriarcal de dominação nas sociedades contemporâneas. Problematiza-se o emprego dessa categoria “homogeneizante” em contraponto com as discussões sobre as especificidades de gênero e sua interseccionalidade com outros marcadores sociais.

Extraído do Resumo do artigo.

Wânia Pasinato é socióloga e coordenadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo.

PASINATO, Wânia. “Femicídios e as mortes de mulheres no Brasil”. Cadernos Pagu [online]. 2011, nº 37, p. 219-246. ISSN 0104-8333.

Acesse em pdf (199 KB): Femicídios e as mortes de mulheres no Brasil, por Wânia Pasinato

Saiba mais:
Lições da Primeira Onda de Pesquisa e Ativismo sobre Feminicídio, por Kathleen Staudt
SPM debate feminicídio na América Latina com especialista da ONU (SPM-PR – 11/09/2012)
Assassinatos de mulheres chocam a Argentina; Congresso debate inclusão do crime de “feminicídio” no Código Penal (UOL/AFP – 31/08/2012)