Fórum de enfrentamento a violência contra a mulher do Campo é criado na Paraíba (Jornal da Paraíba – 05/09/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Objetivo do grupo é debater e políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres do campo e formular propostas para minimizar o problema.

“Historicamente, nada vem fácil para as mulheres, especialmente para as trabalhadoras rurais, que enfrentaram muitas dificuldades, machismos e abusos até serem reconhecidas como verdadeiras protagonistas do campo e merecedoras de igualdade. Infelizmente, elas ainda sofrem com muita violência e indiferença”, a afirmação é da secretária das mulheres da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag), Maria de Lourdes Costa.

E foi para minimizar os danos históricos causados por essa discriminação, que foi instituído o Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta do Estado da Paraíba. A portaria que criou o fórum foi publicada ontem, 4, no Diário Oficial do Estado.

O objetivo da medida, de caráter permanente, é formular e debater políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres do campo e em especial a atuação das unidades móveis para atendimento às mulheres em situação de violência no campo e na floresta.

Essa bandeira foi levantada desde o mês de março, quando cerca de 300 trabalhadoras rurais de todas as regiões do Estado entregaram um documento construído durante a Oficina Estadual de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres do Campo, promovida pela Fetag­PB e a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), aos representantes do Governo do Estado, do Poder Judiciário e do Ministério Público Estadual.

Para a Marcha Mundial das Mulheres, que comemora a medida, a violência ocorre quando elas ocupam trabalhos subvalorizados e sentem em seus corpos a precarização do trabalho. “As mulheres sofrem violência ao perderem seus territórios e possibilidade de trabalho e vida digna para o agronegócio latifundiário.”

Andréia Xavier

Acesse no site de origem: Fórum de enfrentamento a violência contra a mulher do Campo é criado na Paraíba (Jornal da Paraíba – 05/09/2015)