Foz do Iguaçu receberá projeto Patrulha Maria da Penha (Click Foz – 18/11/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Serviço será oferecido a partir de dezembro na fronteira

Com o objetivo de proporcionar à mulher vítima de violência doméstica mais proteção e diminuir a reincidência da violência por parte do agressor é que foi criada a Patrulha Maria da Penha. O Rio Grande do Sul é o estado pioneiro nas fiscalizações do cumprimento das medidas protetivas. No Paraná, Londrina e Curitiba já contam com o serviço e a partir do próximo mês, Foz do Iguaçu também vai oferecer este trabalho em defesa da mulher agredida.

A instalação da Patrulha Maria da Penha no Município se deu após muitas reuniões entre os representantes da Prefeitura e do Tribunal de Justiça do Paraná. Depois de um encontro do prefeito, Reni Pereira e da Desembargadora, Denise Kruger, ficou definida a implantação do projeto em Foz do Iguaçu. Para isso, foi necessária a qualificação de guardas municipais, policiais militares, civis e da Delegacia da Mulher, qualificando todas as pessoas que de alguma forma venham a fazer parte da equipe que vai monitorar as fiscalizações.

A capacitação aconteceu na sede da Guarda Municipal, entre os dias 16 e 17 de novembro, com a presença das capitãs Amanda Mondadori e Marta Moreira, da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. As duas instrutoras do curso repassaram aos participantes a importância da Patrulha Maria da Penha e em como o projeto é capaz de diminuir índices de violência e de mortes contra a mulher. “A fiscalização das medidas protetivas é uma forma de conter o agressor. Toda uma rede de segurança é envolvida para trabalhar em prol da proteção das mulheres vítimas”, diz a capitã Mondadori.

Segundo ela, desde 2012 quando foi constituída a Patrulha Maria da Penha no Estado, a Brigada Militar do Rio Grande do Sul tem servido de modelo para outros estados. No Paraná, Foz do Iguaçu será o terceiro município a ter a Patrulha, que será efetivada na primeira quinzena de dezembro, contando com uma equipe capacitada e treinada para fazer o acompanhamento dos casos registrados com medidas protetivas.

Convênio – Para que o projeto seja efetivado, será firmado um convênio com o Tribunal de Justiça do Paraná. A cerimônia será realizada nesta quarta-feira-feira, 18, às 14h, no estacionamento do Fórum de Foz do Iguaçu. Durante a assinatura do convênio também será entregue um veículo ao Município, que servirá de viatura especializada para atender ao serviço de patrulha.

Dados estatísticos – De acordo com registros da coordenação da Patrulha Maria da Penha de Curitiba, desde a sua criação, em março de 2014, já foram realizadas 5.839 visitas a 3.100 mulheres curitibanas e 56 encaminhamentos de agressores, presos em flagrante, à Delegacia da Mulher. Só em Curitiba, nos 18 meses de trabalho da Patrulha Maria da Penha, o índice de reincidência de violência contra as mulheres que possuem medidas protetivas, caiu à zero.

Acesse no site de origem: Foz do Iguaçu receberá projeto Patrulha Maria da Penha (Click Foz – 18/11/2015)