Gestores de abrigos de mulheres discutem o fortalecimento da rede de assistência (Gov/Pará – 16/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Discutir o reordenamento e fortalecimento da rede de assistência dentro da proteção assistencial de alta complexidade foi o principal objetivo do encontro com gestores de abrigos de mulheres dos municípios de Belém, Altamira, Santarém e Marabá, realizado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho Emprego e Renda (Seaster) e encerrado na manhã desta sexta-feira (16). Também foi debatida a troca de experiências entre os gestores.

O encontro, iniciado na última segunda-feira (12), serviu ainda para assessorar e subsidiar gestores no acompanhamento de mulheres em situação de vulnerabilidade e vítimas de violência doméstica. Maria Rozete Moraes, coordenadora de Assistência Social de Alta Complexidade, explicou o papel dos abrigos e da Secretaria no atendimento a essas mulheres. “A Seaster possui uma rede de acolhimento em Santarém, Marabá, Altamira e Belém para acolher mulheres vitimas de violência nas regiões onde estão inseridos. A Seaster tem a missão de coordenar, assessorar e monitorar a política de assistência, voltada para a alta complexidade”, acrescentou.

O encontro mobilizou gestores de abrigos de mulheres em Belém, Altamira, Santarém e Marabá (Foto: ASCOM/ SEASTER)

O encontro mobilizou gestores de abrigos de mulheres em Belém, Altamira, Santarém e Marabá (Foto: ASCOM/ SEASTER)

De acordo com a coordenadora, os abrigos são destinados a mulheres vítimas de violência generalizada, por isso debater as estratégias desse atendimento é importante. “Além de discutir o reordenamento dos serviços e fortalecer a rede de assistência, visamos construir um instrumento unificado para todos os municípios”, ressaltou Maria Rozete Moraes.

Articulação – Alice Lajes, gerente do abrigo de mulheres em Altamira (oeste paraense), afirmou que o encontro vai ajudar a fortalecer a rede no seu município. “Nós precisávamos muito deste amparo, deste apoio. Hoje, com a articulação que tivemos, vamos alavancar a política que nós já havíamos implantado, agora com mais experiência. Posso dizer que o município de Altamira terá um apoio, novas estruturas, apoio de mais técnicos na unidade, e por conta disso o abrigo irá se fortalecer juntamente com a rede”, completou.

A psicóloga Diely Sampaio, gerente do abrigo de mulheres em Santarém, destacou a importância do evento para o trabalho já realizado. “Esse encontro é de fundamental importância, pois permite nos conhecermos melhor, conhecer as realidades de cada município e ainda estreitar os laços”, acrescentou.

Por Inara Soares

Acesse no site de origem: Gestores de abrigos de mulheres discutem o fortalecimento da rede de assistência (Gov/Pará – 16/09/2016)