Gestores de Alagoas debatem enfrentamento à violência contra a mulher (Tribuna Hoje – 14/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Secretária da Mulher explicou que o intuito é unificar os órgãos relacionados para a melhoria do atendimento às vítimas

Gestores de órgãos envolvidos direta ou indiretamente com o enfrentamento à violência contra a mulher, da região metropolitana, se reuniram na manhã desta segunda-feira (14), para debater medidas que unifiquem o atendimento a essas vítimas.

“Eu tenho percebido que os órgãos trabalham de forma ilhada em relação aos casos de violência doméstica. Os dados do Instituto Médico Legal, por exemplo, não batem com os dados da Delegacia da Mulher, e ambos são órgãos que fazem parte da Segurança Pública. Se confrontando os dados deles a gente vê que não batem, imagina entre as secretarias”, explica a secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, Rosinha Cavalcante.

A secretária explica que pretende unificar essa rede de atendimento, independente das mudanças de gestão. “O objetivo dessa primeira reunião é que a gente se conheça e trouqe informações e que, independente da mudança de gestor, que esse atendimento seja articulado”.

Rosinha disse que nesse primeiro momento foi possível tirar dúvidas para que seja feito um diagnóstico de onde esse atendimento “está travando”.

“Nós teremos outras reuniões ainda esse mês com gestores de instituições ligadas ao atendimento das mulheres vítimas de violência, secretarias municipais e estaduais, judiciário, Ministério Público, Defensoria e IML”, explica.

“A mulher que é violentada pensa primeiro em procurar a delegacia, mas se ela for impedida de ir na delegacia, a quem ela deve procurar? Ela pode ir em algum centro especializado. A vítima de estupro, por exemplo, pode ir direto para o hospital receber atendimento médico e tomar os antivirais, para em seguida prestar queixa. São esses tipos de questionamentos que queremos solucionar e deixar a rede unificada”, continuou.

A secretaria informou ainda que, além das reuniões com os gestores da região metropolitana, os órgãos do interior de Alagoas também devem se reunir para o debate.

“Se aqui o quadro já se agrava, imagina a dificuldade de uma mulher que mora no interior deve passar para conseguir atendimento?”, indagou.

Além das reuniões, s campanhas de combate à violência doméstica também devem ser intensificadas aqui no estado.

Thayanne Magalhães 

Acesse no site de origem: Gestores de Alagoas debatem enfrentamento à violência contra a mulher (Tribuna Hoje – 14/03/2016)