GM terá treinamento para atuar na Patrulha Maria da Penha (Pref. Londrina – 22/05/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Inicialmente, 20 guardas municipais e 40 policiais militares vão participar de curso, com início na segunda-feira (25)

Começa nesta segunda-feira (25) o treinamento de agentes da Guarda Municipal (GM), que irão atuar na Patrulha Maria da Penha. Inicialmente, 20 guardas municipais receberão treinamento para oferecer proteção às mulheres vítimas de violência e que possuem medidas protetivas expedidas contra seus ex-parceiros. Também serão treinados 40 policiais militares que reforçarão os atendimentos a demandas de emergência, como casos de agressões a mulheres, por exemplo. A capacitação dos guardas e policiais prossegue até sexta-feira (29), no auditório da OAB Subseção Londrina.

A Patrulha Maria da Penha deverá ser implantada em Londrina até o final do semestre, através de iniciativa conjunta que envolve a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Secretaria Municipal de Defesa Social, 6ª Vara de Execução Penal Maria da Penha e Ministério Público do Paraná e comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Londrina, composta pelas vereadoras Elza Correia, Lenir de Assis e Sandra Graça.

De acordo com o secretário de Defesa Social, coronel Rubens Guimarães, os agentes irão fiscalizar o cumprimento das determinações judiciais e ficarão à disposição para atender ocorrências que envolvam a violência às mulheres. “Este é mais um serviço que será incorporado ao trabalho da Guarda Municipal e vem para dar mais segurança e apoio para as mulheres que enfrentam esse tipo de problema”, disse.

A Secretaria Municipal de Defesa Social já recebeu dois carros, modelo Uno Mille, cedidos pelo Município, por determinação do prefeito Alexandre Kireeff, e que serão utilizados pela Guarda Municipal (GM) nas atividades da Patrulha Maria da Penha. Os carros serão plotados com as cores da GM e terão identificação personalizada com o nome Patrulha Maria da Penha.

A secretária de Políticas para as Mulheres, Sônia Medeiros, destacou que a chegada dos veículos é de fundamental importância para que o projeto possa ser viabilizado. “A Patrulha Maria da Penha é um desejo antigo nosso e agora, com os carros e a capacitação dos agentes, este serviço poderá começar a funcionar”, comemorou.

Londrina será a segunda cidade do Paraná a ter um instrumento de segurança específico para a proteção das mulheres. Apenas Curitiba já possui este tipo de serviço.

Trabalho 24 horas – A Patrulha Maria da Penha funcionará durante 24 horas com duplas mistas formadas por um agente homem e uma agente mulher. As duplas trabalharão em esquema de revezamento, com jornadas de 12 horas cada, utilizando um veículo para o turno da manhã e o outro para a noite. O serviço poderá ser acionado pelos números 153 da Guarda Municipal e 190 da Polícia Militar.

Acesse no site de origem: GM terá treinamento para atuar na Patrulha Maria da Penha (Pref. Londrina – 22/05/2015)