Governo capacita profissionais para atendimento à mulher em situação de violência (Gov do Acre – 31/07/2013)

Servidores participam de qualificação para melhorar atendimento na DEAM (Fotos: Assessoria Polícia Civil)

Servidores participam de qualificação para melhorar atendimento na DEAM (Fotos: Assessoria Polícia Civil)

Encerrou-se nesta terça-feira, 30, no auditório da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), o Curso de Formação em Gestão Humanizada do Atendimento às Mulheres em Situação de Violência, efetivado pelo governo do Estado para promover ações de educação permanente em polícia, compartilhando o trabalho em equipe e estimulando a motivação para a realização de um atendimento humanizado e qualificado na DEAM.

O curso é resultado de uma parceria entre a Diretoria de Humanização da Gestão Pública, Secretaria de Políticas para Mulheres e Secretaria de Segurança Pública (SESP), através da Secretaria de Estado da Polícia Civil (SEPC). No total foram ministrados cinco módulos, totalizando 40 horas, em período de cinco semanas.

Foram abordados temas como Relações Sociais de Gênero, Violência Contra a Mulher, Questão Racial e Racismo no Brasil, Feminismo e Movimento de Mulheres, Política Nacional de Enfrentamento à Violência, Pacto Nacional de Enfrentamento a Violência, Rede de Atendimento (Conceitos e Fluxo) SUAS, SUS, Norma Técnica de Padronização e Gestão do Fluxo Interno das DEAMs, Visita aos Serviços da Rede de Atendimento (Casa Rosa Mulher, CRAS, CREAS, Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher de Rio Branco/Promotoria Criminal e Maternidade Barbara Heliodora). Além de Gestão e Fluxo Interno e Externo da DEAM: encaminhamento e Acordos Finais.

O secretário da Polícia Civil Emylson Farias, acompanhou a entrega de certificados para 60 profissionais entre atendentes, delegados, escrivães e agentes de polícia. Falando em nome do governo Emylson Farias destacou a importância da humanização dos serviços policiais a partir da problematização do processo de trabalho, cujo objetivo é a transformação das práticas profissionais e da própria organização dos afazeres, tomando como referência as necessidades de acolhimento das pessoas, da gestão setorial e o controle social em Polícia Judiciária.

“O primeiro experimento já demonstrou uma grande aceitação por parte dos profissionais envolvidos, o qual foi ministrado por gabaritados técnicos graças ao esforço coletivo da Sesp, Sepmulheres e SEPC, gerando uma grande expectativa. É claro que ainda precisamos avançar muito”, diz o secretário da Polícia Civil.

Ele lembra que com esta capacitação os profissionais que desempenham suas atividades na DEAM tiveram contato com marcos teóricos e legais que os habilitam a fazer o acolhimento humanizado. Além disso, compreenderam que a violência contra a mulher é produto de uma sociedade machista, entenderam que os procedimentos policiais devem ser conduzidos à luz da legislação protetiva e, se for necessário, deve ser realizado o encaminhamento à rede de proteção. Com essa retomada teórica a prestação do serviço na delegacia será aprimorada e a mulher em situação de violência terá o acesso ao sistema criminal garantido e a sua dignidade ainda mais respeitada.

Pedro Paulo (Assessoria Polícia Civil)

Acesse no site de origem: Governo capacita profissionais para atendimento à mulher em situação de violência (Gov do Acre – 31/07/2013)