Governo do Piauí inaugura Delegacia da Mulher e Núcleo de Feminicídio (Gov/PI – 24/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O governador entregou ainda Batalhão da PM, nesta sexta-feira (24), no Centro Social Urbano do bairro.

Nesta sexta-feira (24), o governador Wellington Dias inaugurou a Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher, o Núcleo de Feminicídio e a Força Tática do 6º Batalhão de Polícia Militar, instalados no Centro Social Urbano (CSU) do bairro Parque Piauí. A iniciativa foi realizada através da Secretaria de Estado de Segurança Pública e faz parte das medidas de proteção e expansão de atendimento à mulher vítima de violência no Piauí.

Leia mais: Nova delegacia da mulher vai combater feminicídio e violência na região Sul (Cidade Verde – 24/06/2016)

Governador inaugura Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e 6º Batalhão Militar(Foto:Francisco Gilásio)

Governador inaugura Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e 6º Batalhão Militar (Foto:Francisco Gilásio)

Segundo o governador, está sendo feito um trabalho a partir do mapa de violência e com o foco naquilo que mais atinge a população. “Queremos ampliar as áreas relacionadas ao julgamento de crimes de homicídios. Reconhecemos que ainda existe uma situação inaceitável de violência contra a mulher e há a necessidade de ter uma área especializada para cuidar disso. De um lado, trabalhando a prevenção e, de outro, a aplicação da punição. Realmente é a realização de um sonho”, destacou.

A nova Delegacia da Mulher deve atender todo e qualquer ato de violência que possa resultar no sofrimento físico, psicológico e sexual, incluindo atos de ameaça, coação ou privação de liberdade contra a mulher. Além de atender as mulheres da zona Sul, que são aproximadamente 100 mil, a unidade deverá atender também as vítimas de violência que moram na zona rural da capital, cumprindo uma reivindicação antiga dos movimentos sociais.

“Vamos inaugurar também um modelo conceitual diferenciado. Trabalharemos a metodologia investigatória que adota metodologias de gênero, levando esse formato para todas as violências contra a mulher. Queremos dar um atendimento integral à mulher no sentido de demandar também os casos de danos psíquicos e morais. Se ocorre um estupro, por exemplo, além da tipologia penal, nós iremos atrás das circunstâncias em que se deu o fato e quem cometeu o ato, dando todo o suporte necessário à vítima”, destacou a delegada Eugênia Villa.

Junto ao Núcleo de Feminicídio, a Delegacia pretende trabalhar de forma árdua com a ocorrência das primeiras agressões. “Essas geralmente não são denunciadas pelo medo da não tomada de providências. Entendemos que as agressões iniciais são as principais, pois é aí que queremos atingir e cortar de imediato o mal pela raiz. A intenção é tolher a agressão já no início para que não sofra essa graduação negativa e tenhamos um aumento nas estatísticas da morte de mulheres”, ressaltou a delegada Anamelka Cadena, titular do Núcleo de Feminicídio.

Para reforçar a segurança das mulheres e também da população em geral que reside na zona Sul, o CSU ainda passa a sediar a Força Tática do 6º Batalhão de Polícia Militar. “Esta região tem um fluxo muito intenso e um grande centro comercial, de forma que a PM não poderia estar ausente. Essa descentralização é um objetivo do Governo do Estado que vem sendo cumprido com êxito para o combate do dia a dia contra o crime. Em julho, também, estaremos instalando um batalhão no bairro Bela Vista e até o fim do ano, um na Vila Irmã Dulce” afirmou o comandante geral da PM, coronel Carlos Augusto.

Durante a solenidade de inauguração no CSU, o secretário da Segurança, Fábio Abreu, anunciou novas ações de defesa à mulher. “Estaremos instalando a Central 24h de Atendimento às Mulheres, que irá funcionar na Central de Flagrantes. Também inauguraremos a Delegacia da Mulher na cidade de Bom Jesus. Nosso estado é destaque nacional no atendimento e políticas públicas da mulher. É motivo de orgulho a realização de ações como estas e iremos continuar agindo para a diminuição da agressão contra as mulheres piauienses”, frisou o gestor.

Visando ao desenvolvimento local e qualidade de vida da população, no evento, também foi autorizado pelo governador Wellington Dias, a abertura do processo licitatório para reforma das Delegacias Especializadas do Centro, Norte e Sudeste, além da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. O custo da obra a ser realizada por meio da Secretaria da Segurança Pública é de mais de R$ 1 milhão.

Lorenna Costa

Acesse no site de origem: Wellington inaugura Delegacia da Mulher e Núcleo de Feminicídio (Gov/PI – 24/06/2016)