Governo vai fortalecer rondas e patrulhas Maria da Penha, diz Ministra

O governo federal vai investir na capacitação, equipagem e uniformização de procedimentos das patrulhas e rondas Maria da Penha, segundo a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Ela participou, na noite desta sexta-feira (7), de um encontro que reuniu tropas especializadas no atendimento a mulheres vítimas de violência de 15 estados, em Maceió/AL.

Ela explicou que destinará parte do orçamento da Pasta e que irá em busca de recursos de emendas parlamentares para a aquisição de viaturas, que poderão ser disponibilizadas aos estados que implementarem batalhões especializados e com treinamento específico para prevenção à violência doméstica.

“E quero aproveitar a oportunidade para conclamar a todos os governadores do país a implementem a ronda e a patrulha Maria da Penha em seus estados. Não faltará apoio do governo federal. Este é um instrumento poderoso para acabar e inibir as agressões que acontecem dentro de casa”, afirmou.

Presente ao evento, a secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, afirmou que todas as informações coletadas nos dois dias do encontro das tropas especializadas serão utilizadas na formatação de um plano emergencial de combate ao feminicídio.

“Em 2018, perdemos quase 5 mil mulheres de forma violenta e foram registrados mais de 263 mil casos de lesão corporal. Precisamos reverter este cenário e tornar o Brasil, um país que verdadeiramente respeita as mulheres, não permitindo violações de nenhuma natureza”, disse.

Dados divulgados pela Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas apontam que, de janeiro a novembro deste ano, 42 mulheres foram assassinadas no estado com todos os indícios de que se trataram de feminicídio.

Damares Alves afirmou que uma das políticas que já trabalha para reverter esse quadro. O Ministério implementa, a partir desta semana, um programa de capacitação destinado a mulheres agredidas para estas saiam da dependência financeira.

Há, ainda, planos para a realização das primeiras oficinas do programa Salve Uma Mulher, que capacita profissionais de diversas áreas para que estes saibam identificar a rede de proteção e encaminhar as vítimas para atendimento.

“Eu também quero trazer a Casa da Mulher Brasileira, não somente para Maceió, mas também para outras cidades maiores. É um instrumento poderoso de acolhimento e proteção da mulher. Por isso, peço às autoridades aqui presentes que nos ajudem no diálogo com os parlamentares federais, para que destinem emendas que nos possibilitem construir estes equipamentos”, conclamou a ministra.

Acesse no site de origem: Governo vai fortalecer rondas e patrulhas Maria da Penha, diz Ministra (MDH, 07/12/2019)