IML de Roraima deve ganhar espaço especial para vítimas de violência (Gov. Roraima – 01/07/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Com o objetivo de proporcionar um atendimento mais humanizado às vítimas de violência sexual que são atendidas no IML (Instituto Médico Legal), o secretário estadual de Segurança Pública, João Batista Campelo, fez uma visita técnica no local, acompanhado do chefe da DOF (Divisão de Orçamento e Finanças), Vanildo Ferreira. A ideia é verificar as necessidades do IML e buscar alternativas para adequar a estrutura física.

“Um engenheiro da Secretaria de Infraestrutura também esteve no local para fazer um levantamento dessas necessidades com a equipe do IML. A proposta é elaborar um pequeno projeto para adequar a estrutura atual, acrescentando as salas de acolhimento e atendimento humanizado, aproveitando também para rever a estrutura das salas de perícias em pessoas mortas”, disse Campelo.

Apesar de existir uma proposta de médio e longo prazo, para a construção de um Complexo para a Polícia Técnica, de forma que comporte os três Institutos (de Criminalística, de Identificação e Médico Legal), a equipe da DOF com a Seinf (Secretaria Estadual de Infraestrutura) ficará encarregada de providenciar as adequações emergenciais no prédio atual.

“Queremos que a equipe de perícia técnica do Estado atue em um espaço mais amplo, de forma integrada e com recursos técnicos que possam desenvolver melhor suas atividades e fornecer à sociedade uma maior qualidade nos serviços prestados”, disse Campelo.

A adequação do instituto é uma exigência do decreto 7.958, de 13 de março de 2013, que estabelece diretrizes para o atendimento humanizado às vítimas de violência sexual pelos profissionais da área de segurança pública e da rede de atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde).

Para o secretário, apesar da exigência, o Governo de Roraima entende que é necessário investir para melhorar a estrutura do IML. Além disso, segundo ele, a despesa não será grande, mas é necessária para que se cumpra a recomendação do Ministério Público de Roraima, da Justiça e da Vigilância Sanitária.

“Além de tudo isso, é importante oferecermos um local onde a população possa ter um acolhimento e atendimento humanizado, que garanta sigilo e privacidade às vítimas”, destacou.

Neuzelir Moreira; Edição – Sheneville Araújo

Acesse no site de origem: IML de Roraima deve ganhar espaço especial para vítimas de violência (Gov. Roraima – 01/07/2015)