Instituída composição de coordenadoria para acompanhar processos de violência contra mulher e execução penal em Goiás (TJGO – 03/09/2014)

Em decreto judiciário, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Ney Teles de Paula, designou magistrados para compor a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e de Execução Penal. Fazem parte do grupo o desembargador Luiz Cláudio Veiga Braga (foto), na condição de presidente, e os juízes Willian Costa Mello, Wilson da Silva Dias, Wilton Müller Salomão e Gustavo Dalul Faria.

A Coordenadoria é uma determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para realizar o acompanhamento de processos desses âmbitos. “A violência doméstica e a execução penal são temas extremamente caros à sociedade. Com o acompanhamento, vamos identificar as dificuldades e propor soluções”, explicou o desembargador Luiz Cláudio.

Segundo o presidente do grupo, um dos desafios do Judiciário é, justamente, a execução penal. “Há um grande drama na justiça criminal no momento de efetivar as condenações. Com a coordenadoria, vamos buscar, principalmente, a solução desse problema – é uma resposta aos anseios da população”.

A estrutura da coordenadoria já foi estabelecida e, em breve, começará a funcionar no 12º andar do edifício do Fórum Heitor Moraes Fleury, localizado na Rua no 150, Setor Oeste, em Goiânia. (Texto: Lilian Cury – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Acesse no site de origem: Instituída composição de coordenadoria para acompanhar processos de violência contra mulher e execução penal (TJGO – 03/09/2014)