Itaipu Binacional sedia encontro inédito nas Américas sobre igualdade de gênero e energia renovável (ONU Mulheres – 26/05/2014)

A partir desta quarta-feira (28/5), dez empresas brasileiras e seis latino-americanas trocam experiências e firmam agenda de trabalho comum para políticas e estratégicas nacionais de energia, estímulo à igualdade entre mulheres e homens nos postos de trabalho e uso da energia para o empoderamento econômico das mulheres

Nos dias 28 e 29 de maio acontece, em Foz do Iguaçu, o 1º Encontro Regional Energia Renovável, Mobilidade Elétrica e Igualdade de Gênero. Estarão reunidas, na sede da Itaipu Binacional, empresas do setor energético e especialistas do Brasil, da Argentina, do Chile, da Colômbia, de Cuba, do Paraguai e do Uruguai. O encontro é promovido pela Itaipu Binacional, pela ONU Mulheres e pelo PNUD (Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas).

Serão abordados os desafios para estimular a igualdade de gênero no interior das empresas e a contribuição da perspectiva de gênero na produção, uso e no consumo de energia renovável. Pelo Brasil, são dez empresas e instituições participantes: Furnas, Eletrobrás, Eletronuclear, Itaipu, Eletronorte, Fibra, Eletrosul, Caixa Econômica Federal, Fundação Itaiguapy e Secretaria de Manutenção Urbanística do Amapá. Dentre as demais latino-americanas, estão: Enel (Chile), Fundação YPF (Argentina), Grupo Energía Bogotá (Colômbia), Mujer Ospina (Chile), Pemex (México) e UTE (Uruguai) e Itaipu.

Sustentabilidade – Os debates levarão em conta a iniciativa do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, Energia Sustentável para Todos, que tem como objetivo garantir o acesso universal aos serviços de energia moderna até 2030. São ações propostas: duplicar a quantidade de energia renovável na matriz energética, melhorar a taxa de eficiência energética e eliminar gradualmente os subsídios dos combustíveis fósseis.

Igualdade de gênero – Ao adotarem políticas de igualdade, as empresas do setor energético podem colaborar para a equidade de gênero no interior das corporações com iniciativas, tais como destacadas no Projeto Regional Selos de Igualdade de Gênero, do PNUD, no Programa Pró Equidade de Gênero e Raça, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), e os Princípios de Empoderamento das Mulheres – Igualdade Significa Negócios, da ONU Mulheres e do Pacto Global.

Em pesquisa realizada pela Olade, em 2012, somente quatro países – Uruguai, Nicarágua, México e República Dominicana –, de um total de 13 participantes do estudo, haviam alcançado níveis satisfatórios na distribuição de cargos de decisão política e estratégica. A mesma pesquisa revelou que Equador, El Salvador e Peru apresentavam como tendência a concentração de mulheres em áreas administrativas e de homens nos setores de decisão.

No encontro além de palestras e debates, haverá visitação aos projetos de energia renovável da Itaipu. A empresa foi pioneira do setor elétrico no Brasil a adotar práticas de equidade de gênero. O mesmo ocorreu com a mobilidade elétrica e as energias renováveis.

Além de equiparar a distribuição de postos de trabalho entre mulheres e homens, especialmente nos cargos de tomada de decisão, as empresas são chamadas a atuar de forma responsável ao reduzirem o impacto ambiental de suas intervenções na vida de mulheres e homens.

1º Encontro Regional Energia Renovável, Mobilidade Elétrica e Igualdade de Gênero
Data: 28 e 29 de maio de 2014
Local: Itaipu Binacional – Foz do Iguaçu/PR

Acesse no site de origem: Foz do Iguaçu sedia encontro inédito nas Américas sobre energia renovável e igualdade de gênero (ONU Mulheres – 26/05/2014)