Joinville deve ganhar setor de amparo às mulheres vítimas de violência (Notícias do Dia – 31/01/2014)

Joinville ganhará nos próximos meses uma coordenadoria de referência da mulher. Vinculado à Secretaria de Assistência Social, o setor terá autonomia para dar amparo às vítimas de violência, criar projetos e buscar recursos. Sua criação foi aceita pelo prefei­to Udo Döhler, a pedido da vereadora Maria Léia Hostim Rocha, a pastora Léia, e da de­legada de Proteção à Mulher, à Criança, ao Adolescente e ao Idoso, Marilisa Boehm.

Em reunião na tarde de segunda (27), as duas explicaram ao prefeito e ao secretário de Assistência Social, Bráulio Barbosa de Lima, que o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, atuante em Joinville, não tem au­tonomia para buscar recursos federais. “Essa coordenadoria poderá abrigar o atendimento nas áreas de segurança, saúde e educação. É preciso que as mulheres vítimas de violência, de câncer e de outros males tenham projetos para se envolver”, detalhou Marilisa.

O imóvel onde a coordenadoria será ins­talada já foi definido e está em processo de desocupação – por enquanto, o endereço não será divulgada pela Prefeitura. “Ainda neste ano, nós vamos implantar essa coorde­nadoria que vai auxiliar as mulheres, princi­palmente a população de baixa renda”, infor­mou o prefeito Udo Döhler. Ainda segundo ele, os casos de violência contra as mulheres terão cada vez mais espaço para tratamento.

Para a vereadora Léia, o projeto trará mais garantias para as mulheres. “A Prefei­tura tem recurso limitado e essas mulheres precisam de projetos e de ajuda”, completou. Hoje, as que precisam de ajuda, devem pro­curar o Conselho dos Direitos da Mulher, na rua Afonso Pena, 840, no Bucarein.

Acesse o site de origem: Joinville deve ganhar setor de amparo às mulheres vítimas de violência (Notícias do Dia – 31/01/2014)