Judiciário de Limeira terá Anexo de Violência Doméstica Contra a Mulher (G1/Piracicaba e região – 09/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Cidade também será a terceira no país a disponibilizar ‘Botão de Pânico’. Departamento ficará responsável pelos processos relacionados ao crime

Limeira (SP) irá receber um “Anexo de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher”, que ficará responsável pelos processos relacionados a este tipo de crime cometido na cidade. Um levantamento feito pelo Judiciário da cidade apontou cerca de 3 mil ações e medidas protetivas expedidas. Decisão foi anunciada durante reunião entre autoridades municipais e o Tribunal de Justiça de São Paulo no dia 5 de maio.

“São feitos que exigem dedicação dos funcionários. Não se trata apenas de ações penais e inquéritos, mas também das medidas protetivas, que são muitas”, afirmou o diretor do Fórum de Limeira, juiz Rilton José Domingues, sobre os processos que envolvem violência doméstica e crimes contra a mulher.
Segundo o presidente do Tribunal de Justiça do Estado, o desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, o departamento será instalado e todo o projeto vai tramitar como uma das prioridades do Tribunal.

Botão de Pânico

A cidade contará também com o “Botão de Pânico” e será o terceiro município brasileiro a ter o sistema, que já auxilia na segurança e proteção de mulheres vítimas de violência em Vitória (ES) e Jaboatão dos Guararapes (PE).

O Botão do Pânico é um dispositivo com chip e bateria. Ao ser acionado pela vítima, emite um sinal para a central de operações, permitindo que o policial ou guarda-civil atenda a ocorrência, tenha a identificação do possível agressor e ouça todo o som ambiente.

400 famílias

Atualmente, a atenção dada às mulheres vítimas de violência doméstica é realizada pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas). O órgão atende mais de 400 famílias, segundo o prefeito de Limeira, Paulo Hadich. “Queremos dar uma resposta mais rápida e ampliar o serviço feito de forma qualificada pelo Creas”, disse.

O prédio do Anexo, que será cedido pela Prefeitura, se localiza na Rua Tiradentes, esquina com a rua Humaitá, no Centro de Limeira. No local, também funcionará a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), e equipe técnica, incluindo psicóloga e assistente social.

Acesse no site de origem: Judiciário de Limeira terá Anexo de Violência Doméstica Contra a Mulher (G1/Piracicaba e região – 09/03/2016)