Judiciário orienta sobre Lei Maria da Penha em Colorado do Oeste (TJRO – 15/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Poder Judiciário, por meio da Vara Cível da Comarca de Colorado do Oeste, realizou mais um evento alusiva ao Mês da Mulher. O juiz de Direito Eli da Costa Júnior proferiu uma palestra com tema Lei Maria da Penha, no último sábado (12), no auditório da Câmara Municipal.

O magistrado abordou a Lei Maria da Penha, seu histórico, aspectos práticos, o avanço da lei e a proteção à mulher após a Lei da Maria da Penha. A palestra durou cerca de 50 minutos e houve abertura de perguntas para a plateia. Organizada pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, a palestra foi para as mulheres e convidadas da denominação religiosa.

Maria da Penha é uma pessoa real e quase foi assassinada

A história da farmacêutica bioquímica Maria da Penha Maia Fernandes deu nome para a Lei nº11.340/2006 porque ela foi vítima de violência doméstica durante 23 anos.

Em 1983, o marido tentou assassiná-la por duas vezes. Na primeira vez, com um tiro de arma de fogo, deixando Maria da Penha paraplégica. Na segunda, ele tentou matá-la por eletrocussão e afogamento.

Após essa tentativa de homicídio, a farmacêutica tomou coragem e o denunciou. O marido de Maria da Penha foi punido somente após 19 anos.

Assessoria de Comunicação Institucional

Acesse no site de origem: Judiciário orienta sobre Lei Maria da Penha em Colorado do Oeste (TJRO – 15/03/2016)