Juiz afirma que machismo estimula a prática de violência contra a mulher (Diário do Amapá – 04/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Titular do Juizado Especial de Violência Doméstica afirma que aumento de casos se justifica porque as mulheres estão denunciando mais os agressores

Em entrevista concedida ao Sistema Diário de Comunicação (Jornal/Rádio/Revista), o titular do Juizado Especial de Violência Contra a Mulher, juiz Augusto César Leite, afirmou que o machismo estimula a prática de violência contra a mulher. Segundo ele, ao contrário do que se imagina, o que tem aumentado não é o número de ocorrências, mas, sim, as denúncias.

site juiz“Os números da violência contra a mulher são de fato alarmantes, mas isso não quer dizer que a violência tem aumenta, mas sim que as mulheres perderam o medo de denunciar, e isso é extremamente positivo, porque as mulheres resolveram reagir e procuram atendimento para que seus agressores sejam punidos pelo estado”, frisou.

Para Augusto César Leite, não é a situação financeira que gera a violência, mas ele pondera que muitas vezes uma situação de crise pode evoluir para a agressão: “Tenho convicção de que tudo gira em torno da questão cultural, do poder que o homem exerce sobre a mulher, do machismo; o ambiente familiar é de harmonia em que as pessoas fazem o melhor de si para a formação de uma família equilibrada; quando existe turbulência tende-se a haver algum tipo de conflito, mas eu penso que violência não advém efetivamente dessa turbulência, mas sim da cultura na qual homem por se achar em dificuldades para garantir a manutenção da família, e premido por cobranças dessas obrigações acaba por fazer superar ainda mais o controle sobre a mulher, porque o homem foi criado para ser o provedor; se ele encontra dificuldades para isso, a auto estima vai lá pra baixo; ele se considera superior e se é cobrado acaba por demonstrar machimo; a relação familiar tem que ser saudável, harmônica, ambos tem direitos iguais; as obrigações devem ser repartidas entre o homem e a mulheres, porque dessa forma não haverá conflitos insuperáveis”, ensinou.

Acesse no site de origem: Juiz afirma que machismo estimula a prática de violência contra a mulher (Diário do Amapá – 04/07/2016)