Juiz do Mato Grosso adere à Rede de Proteção a mulheres em situação de violência (TJMT – 18/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A política de apoio às vítimas de violência doméstica e sexual vai ganhar um reforço importante com a criação da Rede de proteção à pessoa em situação de violência. A iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde vai reunir entidades ligadas ao tema, entre elas o Poder Judiciário, para traçar estratégias de atuação conjunta.

Iniciando as discussões sobre o assunto, o juiz da 1ª Vara de Violência Doméstica de Cuiabá e coordenador-geral do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual da Criança e Adolescente, Jamilson Haddad Campos, participou de uma reunião na última semana, no Fórum da Capital, com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e parceiros.

“Resolvemos compor de imediato à Rede por compreender a importância da união de esforços para ajudar as mulheres, idosos e crianças vítimas de violência doméstica e sexual. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está de parabéns por enfrentar uma causa que impacta milhares de famílias brasileiras e gera prejuízos sociais profundos”, disse o magistrado.

O juiz Jamilson Haddad contou ainda que algumas ações já foram planejadas neste primeiro encontro. “O primeiro procedimento será a realização de notificações por parte dos parceiros quanto à ocorrência dos casos de abuso para a formação de estatísticas e encaminhamentos. Também farei uma palestra sobre a cultura da violência e os seus impactos para os profissionais da saúde do município, na Assembleia Legislativa. A ideia é conscientizá-los sobre a importância do trabalho deles para pôr fim ao ciclo de violência. E, por fim, vamos propor um decreto municipal para legalizar e formalizar a Rede, conferindo maior segurança jurídica ao projeto”, esclareceu.

Também estiveram na reunião o psicólogo da equipe psicossocial da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), João Henrique Magri Arantes, a nutricionista da SMS, Josiane Rodrigues, o professor do curso de psicologia da UFMT, Amilson Sandro de Barros, a especialista em saúde Márcia Rocha, a assessora de imprensa da SMS, Maria Barbant, a diretora da Atenção Primária da SMS, Deisi Maia, e a coordenadora de Programas Especiais da Diretoria de Atenção Primária da SMS, Oriana Flumignan.

Mariana Vianna
Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Acesse no site de origem: Juiz do Mato Grosso adere à Rede de Proteção a mulheres em situação de violência (TJMT – 18/07/2016)