Juíza do TJES vai receber Diploma Bertha Lutz concedido pelo Senado Federal (TJES – 21/03/2019)

O Diploma Bertha Lutz é entregue a pessoas que se destacam na luta pelo protagonismo feminino na sociedade brasileira.

A juíza da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Hermínia Azoury, recebe, na próxima terça-feira (26), o Diploma Bertha Lutz, concedido pelo Senado Federal a pessoas que se destacam na luta pelo protagonismo feminino na sociedade brasileira.

Para a magistrada, idealizadora do Projeto Botão do Pânico, é uma honra receber o Diploma Bertha Lutz, que é um exemplo de ativista a ser seguido e tanto lutou para que a mulher tivesse direito de voto, conquistado em 1932.

Além da juíza capixaba, 22 mulheres serão homenageadas, como a primeira governadora do estado do Acre, Iolanda Ferreira Lima; a juíza de Direito Iracy Ribeiro Mangueira Marques; Leiliane Silva, a vendedora que ajudou a salvar o motorista de caminhão no acidente que envolveu o helicóptero em que estava o jornalista Ricardo Boechat; a criança ativista Laissa Polyana (Laissa Guerreira); e a cantora Delanira Pereira Gonçalves.

Outras indicadas, que simbolizam o protagonismo das mulheres, serão homenageadas in memoriam, como Marielle Franco, socióloga e vereadora do Rio de Janeiro; Maria Esther Bueno, maior tenista brasileira; e a atriz e cantora Bibi Ferreira.

Para ver o nome de todas as homenageadas, clique aqui.