Juíza que sofreu agressão volta ao trabalho e recebe apoio dos integrantes do CSM, do CNJ e magistrados (TJSP – 04/04/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Juíza Tatiane Moreira Lima retoma as atividades no Fórum do Butantã (Foto: TJSP)

Juíza Tatiane Moreira Lima retoma as atividades no Fórum do Butantã (Foto: TJSP)

Hoje (4), o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, em razão do ocorrido, no último dia 30, no Foro Regional do Butantã, com a juíza Tatiane Moreira Lima, antecipou visita anteriormente agendada e, junto com a magistrada que retornou neste dia às atividades na Vara da Região Oeste de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, concedeu entrevista à coletiva à imprensa que acompanhou toda a visita. O presidente falou sobre algumas medidas que serão tomadas em relação à segurança dos prédios e, no momento, da contratação de mais 400 vigias, além da preocupação que a instituição tem para com a integridade física de todos que frequentam os prédios do Judiciário. A magistrada surpreendeu a todos com a serenidade apresentada: “volto fortalecida e com mais vontade de atuar na causa da violência doméstica”, repetiu sempre que indagada sobre suas condições psicológicas.

Também participaram da visita – que se tornou um ato de solidariedade – os desembargadores Ademir de Carvalho Benedito (vice-presidente), Manoel de Queiroz Pereira Calças (corregedor-geral da Justiça), Renato de Salles Abreu Filho (presidente da Seção de Direito Criminal), os conselheiros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Bruno Ronchetti de Castro, Fernando César Baptista de Mattos e Arnaldo Hossepian Salles Lima Junior, os integrantes da Comissão de Segurança Pessoal e de Defesa das Prerrogativas dos Magistrados, desembargadores Edison Aparecido Brandão (presidente), Luiz Fernando Salles Rossi e Camilo Léllis dos Santos Almeida e o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Sérgio Ricardo Moretti, os presidente e vice-presidente da Associação Paulista de Magistrado, respectivamente, juiz Jayme Martins de Oliveira Neto e o desembargador Oscild de Lima Júnior, os juízes assessores do TJSP, Fernando Figueiredo Bartoletti (chefe do Gabinete Civil), Valdir Ricardo Lima Pompêo Marinho e Roberto Chiminazzo Júnior, Paulo Rogério Bonini e Vanessa Strenger (Seção de Direito Criminal), Renata Mota Maciel Madeira Dezem (Corregedoria Geral da Justiça) e alguns magistrados do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães (Barra Funda), representados pelo diretor do fórum Paulo Eduardo de Almeida Sorci, além de juízes e servidores do Foro Regional do Butantã.

Nesses últimos dias, em várias unidades judiciárias houve atos de apoio. Neste espaço registramos o do Foro Regional de Santana e os das comarcas de Ituverava e de Santa Isabel.

Comunicação Social TJSP – RS (texto)

Acesse no site de origem: Juíza que sofreu agressão volta ao trabalho e recebe apoio dos integrantes do CSM, do CNJ e magistrados (TJSP – 04/04/2016)