Juízes mobilizam comarcas na campanha Justiça pela Paz em Casa (TJMS – 14/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Envolvidos na campanha Justiça pela Paz em Casa, realizada de 7 a 11 de março em todo o país, juízes das 53 comarcas sul-mato-grossenses ministraram palestras, concederam entrevistas, participaram de caminhada, enfim, empenharam-se tentar fazer a população refletir sobre a violência contra a mulher.

A juíza Jacqueline Machado, da 3ª Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, participou da caminhada no dia 7, na área central de Campo Grande, e, durante toda a semana, ministrou palestras. A magistrada participou de ações na Casa da Mulher Brasileira, no frigorífico JBS, na Casa Abrigo e no Seminário Estadual de Politicas Públicas para Mulheres – organizado pela Subsecretaria Estadual de Políticas para Mulheres. Ainda na capital, o juiz Renato Antônio de Liberalli, da 11ª Vara Cível, fez palestra na Unidade Básica de Saúde do Bairro Mário Covas, região Sul da cidade.

No dia 7 de março, no plenário do Tribunal do Júri, em Coxim, a juíza Tatiana Dias de Oliveira Said ministrou palestras a fim de esclarecer e mobilizar a sociedade por uma mudança na cultura da violência dentro do lar. Além da juíza, falaram a promotora Daniella Costa Silva, o defensor João Lucas Teixeira Bebé e a delegada Sandra Regina Simão de Brito Araújo, da Delegacia de Atendimento à Mulher.

Os palestrantes discorreram sobre a Lei da Maria da Penha, abordando vários aspectos, com o fim de conscientizar os presentes sobre a questão da Violência contra a Mulher, que ainda apresenta altos índices no Brasil.

A juíza Tatiana também concedeu entrevista na rádio Band FM, em Coxim, divulgando a campanha pela Paz em Casa, explicando a Lei Maria da Penha para conscientizar a população sobre o tema.

Na Comarca de Ribas do Rio Pardo, na quarta-feira (9), mais de 460 beneficiários do Programa Municipal Nutrir foram assistiram à palestra do juiz Evandro Endo que, em participação a campanha Justiça pela Paz em Casa, falou sobre violência contra a mulher.

O juiz informou que o Brasil tem a 7ª maior taxa de homicídios femininos e mostrou o resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Avon, em parceria com o Data Popular, onde consta que três em cada cinco mulheres (60%) jovens já sofreram violência em relacionamentos.

Na Comarca de Terenos, na manhã de sexta-feira (11), o juiz Valter Tadeu Carvalho, acompanhado do promotor George Zarour Cezar e o defensor Rodrigo Zoccal Rosa, falou para os alunos do nível médio da Escola Estadual Antônio Valadares sobre a violência doméstica e a Lei Maria da Penha.

Na sexta-feira (11), na Comarca de Bandeirantes, no plenário do Tribunal do Júri, o juiz Vitor Zampieri abordou os tipos de violência e a aplicação de medidas protetivas. Com o juiz estavam o promotor Maurício Mecelis Cabral, a secretária municipal de Assistência Social Helena de Souza Silvério, entre outras autoridades.

Na Comarca de Chapadão do Sul houve a distribuição de cartilhas aos trabalhadores da Usina de álcool e açúcar durante a entrega dos holerites dos funcionários. Já em Pedro Gomes foi realizado um fórum de discussão com alunos do 3º ano do Ensino Médio e 9º ano do Ensino Fundamental, na sede do CRAS.

Na Comarca de Rio Verde De MT, nos dias 8, 9 e 10 foram realizadas reuniões do Projeto Paralelas – Traçando Novos Caminhos, que realiza uma proposta diferente ao criar um espaço que possibilite aos homens, autores de violência doméstica, pensar em seus atos de maneira reflexiva, permitindo a mudança de comportamento agressivo e transformando a família. O projeto, inédito no Estado, inova ao dar foco não apenas à mulher vítima de violência, mas também ao agressor, permitindo, por meio de cursos e palestras com psicólogos e assistentes sociais, que o homem tenha uma nova oportunidade de convívio saudável com a mulher, não voltando a agredi-la.

Em Aquidauana foi realizada palestra com vítimas atendidas pelo Centro de Referência no Atendimento à Mulher (CRAM) e também na Casa do Albergado para os internos do Regime Aberto.

No dia 9, houve palestra para os trabalhadores da Usina Alcoovale, na Comarca de Aparecida do Taboado. No mesmo dia, em Ribas do Rio Pardo, foi realizada palestra no Centro de Convivência do Idoso, em parceria com o Cras – Programa Nutrir; na Comarca de Água Clara houve palestra no Tribunal no Júri, e em Naviraí foram concedidas entrevistas coletivas com as rádios e sites jornalísticos locais.

No dia 10, a Comarca de Ivinhema promoveu palestra no Clube Areffa da Usina Adecoagro. No mesmo dia, em Jardim, foi realizada palestra para toda a Comunidade.

A Comarca de Corumbá realizou no dia 11 evento no Plenário do Tribunal do Júri, em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania. No dia 8 os servidores da comarca realizaram a blitz das flores, com a entrega de panfletos, flores e a cartilha da campanha Justiça pela Paz em Casa aos motoristas que trafegavam pela rua Frei Mariano esquina com a rua 13 de junho.

A Comarca de Paranaíba teve ações durante toda a semana. Além de distribuição de cartilhas para a população e as palestras, houve a exposição feita pelos acadêmicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) para debater o tema, entre outras atividades.

As comarcas de Fátima do Sul e de Sete Quedas já tinham realizado palestras no início do mês de março, e as comarcas de Anastácio e Miranda também realizaram palestras para debater o tema.

A campanha Justiça pela Paz em Casa foi realizada pelo TJMS, por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar em MS, visando conscientizar a mulher da necessidade de não se calar e denunciar todo e qualquer tipo de agressão sofrida,a além de anunciar ao agressor que existe lei e que haverá resposta para a violência de gênero, já que esta não é banalidade ou crime de menor potencial ofensivo.

Acesse no site de origem: Juízes mobilizam comarcas na campanha Justiça pela Paz em Casa (TJMS – 14/03/2016)