Júri de Rio Pardo condena acusado de estuprar e matar adolescente (TJRS – 12/02/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

25 anos e 4 meses de reclusão em regime inicial fechado, sem direito de recorrer em liberdade. A pena será cumprida por Carlos Adalberto Moraes Jardim, acusado de ter estuprado e matado Marciele Freitas Pinheiro, de 12 anos. Ele foi julgado hoje (12/2) pelo Júri da Comarca de Rio Pardo, em sessão realizada na Câmara Municipal de Vereadores e presidida pelo Juiz de Direito Daniel André Köhler Berthold.

O caso

A morte da jovem ocorreu em maio de 2012 e o corpo foi encontrado em um mato, no Bairro Boa Vista. De acordo com o Ministério Público, o denunciado desferiu 15 golpes de faca na vítima. O motivo teria sido para ocultar o estupro que praticara anteriormente contra a menina, quando ela ia para a escola. Com Jardim, foi encontrado o telefone celular de Marciele.
O réu encontra-se preso desde o início da investigação.

Texto: Janine Souza

Acesse no site de origem: Júri de Rio Pardo condena acusado de estuprar e matar adolescente (TJRS – 12/02/2016)