Justiça condena homem por apalpar mulher que fazia trabalho religioso (TJAL – 18/05/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Abuso teria ocorrido no bairro de Cruz das Almas, em Maceió; decisão é do juiz Josemir Pereira de Souza, titular da 4ª Vara Criminal da Capital

O réu José Messias Rodrigues Severiano foi condenado a 6 anos e 6 meses de prisão, em regime semiaberto, pelo crime de estupro, praticado contra uma mulher que fazia trabalho religioso em setembro de 2014, no bairro de Cruz das Almas, em Maceió. A decisão é do juiz Josemir Pereira de Souza, titular da 4ª Vara Criminal da Capital.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP/AL), o crime ocorreu no dia 27 de setembro 2014, por volta das 19h30, nas imediações do supermercado G Barbosa. A vítima estava na comunidade realizando uma campanha religiosa com outros membros da igreja, quando foi surpreendida pelo acusado, que violentamente apalpou suas partes íntimas.

“Diante de tudo que fora até aqui exposto, entendo não haver qualquer dúvida quanto a autoria delitiva. As provas colhidas durante a instrução processual falam por si: O acusado fora o responsável pelo crime em tela, sendo a sua condenação medida impositiva”, afirmou o magistrado, em sentença publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) desta quarta-feira (18).

Em seu depoimento, a mulher afirmou que quase caiu na calçada com o tamanho da violência, tendo apenas forças para o empurrar e gritar: “Sai, tarado!”. O homem se afastou da vítima e continuou a andar tranquilamente em direção a um monte perto da região. Minutos após o abuso, nas mesmas imediações, apareceu uma jovem em fuga afirmando que um indivíduo havia tentado violentá-la.

Na ocasião, o comando da Polícia Militar foi acionado e conforme descrição das características do acusado, o mesmo foi encontrado escondido em um matagal. Ao ser levado para a delegacia, as mulheres o reconheceram. Em depoimento, José negou a autoria do crime e alegou ter sido confundido com outro rapaz semelhante a ele.

Matéria referente ao Processo nº 0700932- 21.2014.8.02.0067

Bárbara Guimarães – Dicom TJ/AL

Acesse no site de origem: Justiça condena homem por apalpar mulher que fazia trabalho religioso (TJAL – 18/05/2016)