Justiça decreta 280 proteções a mulheres a pedido da polícia (Gazeta de Limeira – 27/05/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Vereadores aprovaram anteontem programa que aumenta a segurança para vítimas da violência doméstica

O número de mulheres vítimas da violência doméstica em Limeira que precisou de medida protetiva determinada pela Justiça cresceu 54% em 2014, conforme pedidos feitos pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Além das demandas que chegam ao Judiciário por outras instâncias, como o Ministério Público (MP), a DDM apresentou 280 solicitações no ano passado, média de um caso a cada 1,3 dia. Em 2013, foram 181. Os dados envolvem principalmente intervenções como afastamento do lar, proibição do agressor de frequentar determinados lugares e de se aproximar da vítima. Se considerando os 1,5 mil inquéritos abertos pela delegacia em 2014, as estatísticas são ainda mais expressivas. “As mulheres estão mais conscientes dos seus direitos e não se calam tanto como antes”, avalia a delegada Andrea Arnosti Pavan.

Com o objetivo de implantar uma nova ferramenta de proteção à vítima, os vereadores aprovaram na última sessão a lei municipal que cria o dispositivo de segurança conhecido como botão do pânico. A proposta é do prefeito Paulo Hadich (PSB), que abraçou o projeto articulado pela vereadora Erika Tank (Pros).

Érica Samara da Silva

Acesse no site de origem: Justiça decreta 280 proteções a mulheres a pedido da polícia (Gazeta de Limeira – 27/05/2015)