Justiça decreta prisão de suspeito de matar enteada em Porto Alegre (G1/ Porto Alegre – 29/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Sandy Adriane Melo Rodrigues, de 16 anos, morreu após ser esfaqueada. Crime ocorreu na Vila Cruzeiro no domingo; suspeito era padrasto da vítima

A Justiça decretou a prisão preventiva do homem suspeito de esfaquear e matar uma adolescente de 16 anos na madrugada de domingo (28) na região da Vila Cruzeiro, no bairro Cristal, na Zona Sul de Porto Alegre. Reni Miranda Gerald, de 31 anos, é procurado pelo homicídio de Sandy Adriane Melo Rodrigues.
Reni, conhecido como “Charutinho”, era padrasto da vítima. O foragido tem antecedentes por tentativa de homicídio, roubo, furto e estupro de vulnerável. À polícia, a mãe de Sandy disse que estava namorando com Reni há três meses.

Uma faca foi encontrada no local do crime, na casa onde Sandy vivia com a mãe, na Avenida Divisa. A arma, provavelmente utilizada no crime, será periciada. Há indícios de que a vítima tenha sido estuprada, já que foi encontrada seminua. No entanto, esta hipótese só será confirmada ou descartada após o laudo da necropsia.

A polícia faz buscas por Reni, o principal suspeito do crime. De acordo com a delega Elisa Ferreira de Souza, há informações de que ele teria trocado de roupa e fugido de táxi após esfaquear a jovem.

Sandy foi encontrada por volta de 1h30 da madrugada de domingo pelo irmão, que a socorreu e a levou ao Postão de Saúde da Cruzeiro. A adolescente, que também apresentava sinais de estrangulamento, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Acesse no site de origem: Justiça decreta prisão de suspeito de matar enteada em Porto Alegre (G1/ Porto Alegre – 29/08/2016)