Justiça pela Paz em Casa começou nesta segunda no Espírito Santo (TJES – 15/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A 5ª Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa teve início nesta segunda-feira (15/08). A abertura do evento aconteceu às 10 horas, na Praça Duque de Caxias, no Centro de Vila Velha, e contou com a participação da juíza coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Hermínia Maria Azoury, de autoridades e da Banda da Polícia Militar. A ação se estende até o dia 19 deste mês.

Os atendimentos às mulheres que procuram o ônibus rosa do Juizado Itinerante da Lei Maria da Penha serão feitos das 9h às 17h. Neste primeiro dia, foram realizados aproximadamente 15 atendimentos, sendo a maioria relacionada a descumprimento de medida protetiva.

O Juizado Itinerante da Lei Maria da Penha oferece atendimento integrado e especializado a mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, com serviços de atendimento social e psicólogo, orientação jurídica, expedição de Boletins de Ocorrência (BO) e concessão de medidas.

Segundo a juíza Maria Hermínia Azoury, com a estrutura montada para a Semana da Justiça pela Paz em Casa, “as mulheres acham a resposta mais rápida para o seu problema, pois já saem na hora com a solução para o seu problema”.

As mulheres que buscam apoio junto à estrutura montada para a 5ª Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa também contam com atendimento do ônibus da Universidade Vila Velha (UVV), onde, após análise de perfil, elas são encaminhadas para cursos de extensão e, posteriormente, ao mercado de trabalho.

Além da atuação concentrada na Praça Duque de Caxias, em Vila Velha, durante toda a 5ª Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa no Espírito Santo, os magistrados do Poder Judiciário capixaba realizarão audiências, júris e julgamentos de processos que versem sobre violência doméstica e familiar contra a mulher, bem como ações penais cuja vítima seja do sexo feminino.

Acesse no site de origem: Justiça pela Paz em Casa começou nesta segunda (TJES – 15/08/2016)