Maceió integra rede que atenderá mulheres vítimas de violência (Pref. Maceió – 27/11/2014)

As ações de combate à violência contra a mulher na capital alagoana foram reforçadas, nesta quinta-feira (27), com a inauguração da Rede Mulher, uma iniciativa do Governo do Estado que conta com a parceria da Prefeitura de Maceió para ampliar a assistência ao público feminino em situação de vulnerabilidade. Representando o prefeito Rui Palmeira, a secretária-executiva do Gabinete, Adriana Toledo, participou da solenidade de inauguração, no Palácio República dos Palmares, e recebeu simbolicamente do governador Teotonio Vilela Filho a mobília e computadores que serão utilizados nas instituições do município que compõe a Rede.

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Violência.Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Violência. (Foto:Marco Antônio/Secom Maceió)

A iniciativa prevê a instalação da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência para unificar os esforços de todas as instituições municipais e estaduais que atuam neste sentido. A Rede Mulher integra 18 órgãos que serão equipados e destes, três são administrados pela Prefeitura de Maceió: a Coordenação de Ações Garantidoras dos Direitos das Mulheres Vítimas de Violência, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Segurança Comunitária e Cidadania (Semdisc); o Conselho Municipal da Condição Feminina e o Centro de Referência Terezinha Ramires, ambos da Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania e Assistência Social (Semas).

Durante a solenidade, Adriana Toledo falou sobre a importância do trabalho integrado e destacou os avanços no combate a violência, contando com o reforço da Rede Mulher. “Apesar dos recorrentes casos, Alagoas tem avançado bastante na proteção às vítimas deste tipo de crime. O município de Maceió é parceiro do Governo do Estado e nós comemoramos esta inauguração, pois representa a abertura de mais portas para que as mulheres façam a denúncia e sejam acolhidas de forma segura. A Rede amplia este atendimento e integra os esforços de todas as instituições envolvidas”, disse a secretária-executiva do Gabinete do Prefeito Rui Palmeira.

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Risco.Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Risco. (Foto:Marco Antônio/Secom Maceió)

Para o governador, a parceria do Estado com os municípios, a exemplo de Maceió, fortalece o trabalho que vem sendo realizado. “É importante que toda a rede esteja integrada, que os municípios permaneçam junto da Secretaria da Mulher, que é quem desenvolve ações como esta, que nos permitem combater novos casos, assim como dar assistência às vítimas. A violência contra a mulher infelizmente ainda é recorrente e o Governo tem o dever de protegê-la dessa cultura secular”, disse Teotonio Vilela Filho.

Além da Rede Mulher, também foram inauguradas simbolicamente duas casas-abrigo, uma em Maceió e outra em Arapiraca. De acordo com a secretária estadual da Mulher, Nadja Lessa a solenidade desta quinta-feira (27) marca os esforços para estruturar a rede de atendimento às vítimas. “Focamos em três grandes ações. Iniciamos pela divulgação dos direitos e incentivamos o registro da denúncia. Depois, passamos a priorizar o atendimento para poder dar condições às mulheres a denunciar de forma segura e com acolhimento. Agora, com a Rede, integramos todas as instituições, como o Estado, a Prefeitura, a Defensoria Pública e a Secretaria de Defesa Social, que trabalham no enfrentamento à violência”, disse a secretária.

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Violência.Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

Instalação da Central de Atendimento À Mulher Em Situação de Violência. (Foto:Marco Antônio/Secom Maceió)

Nadja Lessa explicou que o objetivo é permitir que as vítimas sejam assistidas de forma completa e exemplificou: “uma mulher agredida dá entrada na delegacia de Arapiraca. Aqui, na central da Rede, recebemos a denúncia por meio de uma base informatizada e passamos a monitorar e acolher esta vítima. Ela deve receber assistência integral para evitar que seja acometida do risco eminente de morte, como ocorre em alguns casos”.

Superintendente estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Solange Viegas destacou que Maceió é o município que possui o maior número de equipamentos especializados no atendimento às vítimas. Ela destacou, ainda, a parceria com a Prefeitura de Maceió. “A Rede trabalhará de forma integrada, sendo uma ferramenta que permitirá maior interação entre o município e o Estado. A Prefeitura já participa ativamente do combate à violência contra a mulher, por meio das instituições como o Centro Especializado Therezinha Ramires, e agora fortalece este trabalho integrando a Rede. A gestão municipal vem sendo atenta a este sentido e agora está mais integrada”, disse.

Lucas Alcântara

Acesse no site de origem: Maceió integra rede que atenderá mulheres vítimas de violência (Pref. Maceió – 27/11/2014)