Mais de 3 mil mulheres são vítimas de violência em Cuiabá em 2018, segundo Polícia Civil

Total de atendimento na Delegacia da Mulher é 19% maior que em 2017.

Em 2018, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) atendeu 3.054 mulheres vítimas de violência, em Cuiabá. O número de procedimentos registrados foi 2.914, ou seja, 19% que o realizado em 2017, segundo dados divulgados pela DEDM, nesta segunda-feira (1º).

A Polícia Civil esclarece que a diferença ocorre porque em um atendimento, que consequentemente gere um procedimento, mais de uma vítima pode estar envolvida.

Leia mais: Maioria das mulheres vítimas de violência em Cuiabá é solteira, dona de casa, desempregada e tem entre 35 e 45 anos (G1, 02/04/2019)

De acordo com o relatório da polícia em 2018, houve cerca de 400 vítimas a mais que em 2017.

Ainda segundo o documentos, o mês de maior incidência de crimes contra a mulher, no ano passado, foi agosto, com 288 atendimento. Esse número representa 9,6 % do total de registro do ano. Na sequência, os meses de outubro e julho.

O dia da semana em que houve mais casos de mulheres agredidas foi terça-feira, com 448 atendimentos. O domingo ocupa a segunda colocação com 405 vítimas, seguido pela quarta-feira, com 404 agressões registradas.

Com relação aos horários em que esse tipo de violência ocorre, 34,1% dos casos ocorreram nos períodos noturno e madrugada juntos. Outros 32% dos casos, foram no período vespertino, entre 12h e 18h.

Cerca de 40% das mulheres atendidas se declararam solteiras, ou seja, separadas dos agressores. O maior número de vítimas de violência está na faixa etária entre 35 anos e 45 anos.

A delegada Jozirlete Criveleto destaca que, com esses dados é possível criar alternativas de prevenção contra a violência às mulheres. Uma das ações que foi criada com base dos dados revelados pelo anuário foi a “Patrulha Maria da Penha”, que percorre os bairros, onde foram registrados índices altos de agressões à vítimas do sexo feminino.

Lidiane Moraes

Acesse no site de origem: Mais de 3 mil mulheres são vítimas de violência em Cuiabá em 2018, segundo Polícia Civil (G1, 01/04/2019)