‘Maníaco da bicicleta’ é condenado por estuprar e roubar 4 vítimas em MT (G1 – 11/06/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Homem foi condenado por cometer quatro estupros e 3 assaltos em 2014. Vítimas eram mulheres, um jovem e uma criança de apenas 12 anos.

Um homem de 34 anos, acusado de cometer uma série de roubos e estupros em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, foi condenado a cumprir 83 anos e quatro meses de prisão. De acordo com a Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso, Vanderlei Rozeno de Oliveira foi condenado por quatro roubos seguidos de estupros e três assaltos, todos cometidos entre os meses de outubro e novembro de 2014. O julgamento ocorreu na terça-feira (9). O acusado ficou conhecido como ‘maníaco da bicicleta’ por sempre abordar as vítimas usando a bicicleta.

Leia também: Maníaco da bicicleta é condenado a 84 anos (TJMT – 10/06/2015)

O G1 não conseguiu localizar o advogado que defende o réu. Na época em que foi preso, em novembro de 2014, Vanderlei confessou à Polícia Civil que cometeu três estupros e quatro roubos. Entre as vítimas estavam uma criança de 12 anos, um jovem e mulheres. O acusado era usuário de drogas e começou a praticar a série de crimes depois de deixar a prisão na mesma cidade.

Segundo a decisão, Vanderlei foi condenado por cometer quatro roubos seguidos de estupros – sendo um deles estupro de vulnerável – e três roubos. As penas foram aumentadas pelo fato de serem crimes sexuais contra vítimas diferentes. Pelos autos do processo, o acusado abordava as vítimas usando uma bicicleta, roubava objetos pessoais, fazia ameaças e estuprava mulheres.

O juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, da 1ª Vara Criminal de Cáceres, disse que “a conduta do acusado é extremamente reprovável”. O réu está preso na Cadeia Pública de Cáceres e não teve direito de recorrer da sentença em liberdade. Vanderlei ainda responde a outros cinco processos criminais em Cáceres.

Denise Soares

Acesse no site de origem: ‘Maníaco da bicicleta’ é condenado por estuprar e roubar 4 vítimas em MT (G1 – 11/06/2015)