Ministério das Mulheres anuncia Casa da Mulher Brasileira no MA (G1/Maranhão – 09/12/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Inauguração em São Luís está prevista para março de 2016. Unidade oferece serviços especializados a mulheres vítimas de violência.

O Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos informou, nesta quarta-feira (9), que São Luís está entre as cinco capitais brasileiras que vão receber, em 2016, uma unidade da Casa da Mulher Brasileira. O local oferece serviços especializados a mulheres vítimas de violência.

A inauguração está prevista para março de 2016, com capacidade de atender 300 mulheres por dia. O espaço terá 3,6 mil metros quadrados e deve funcionar 24 horas. Além de São Luís, também estão em obras unidades em Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Boa Vista (RR) e São Paulo (SP). Os locais de instalação não foram divulgados. Já existem unidades em funcionamento em Campo Grande (MS) e Brasília (DF).

As unidades oferecem serviços especializados em diferentes tipos de abusos, compondo uma estrutura para ajudar a mulher em situação de violência a decidir pela denúncia da agressão, seja sexual, psicológica, moral ou patrimonial.

As mulheres que recorrem às casas têm apoio psicossocial para superação da violência sofrida, delegacia especializada em atendimento à mulher, juizado ou vara especializados em violência doméstica e familiar, unidades do Ministério Público e da Defensoria Pública, Central de Transporte, Alojamento de Passagem, temporário e serviço focado em autonomia econômica.

Outras seis casas estão em processo de licitação para instalação em João Pessoa (PB), Vitória (ES), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Palmas (TO) e Salvador (BA).

Números

O mapa da violência organizado pelo Fórum Nacional da Segurança Pública mostra que, a cada dia, 13 mulheres são assassinadas no Brasil. O mesmo relatório apontou que 50 mil mulheres registraram queixa de violência sexual em 2014.

Considerados os atendimentos de emergência no sistema de saúde, o número sobe para 500 mil, o que evidencia que 450 mil mulheres buscaram atendimento médico após serem violentadas, mas não registraram boletim de ocorrência.

A iniciativa é uma medida da Secretaria de Políticas para as Mulheres do órgão ministerial e visa a redução dos índices em locais de maior ocorrência de casos.

Dados locais

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) divulgou, no dia 22 de novembro, o Relatório de Dados Comparativos Criminais que aponta redução de 26% na taxa de violência sexual registrada na Região Metropolitana de São Luís entre janeiro e outubro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Em 2014, teriam sido registrados 354 estupros na Região Metropolitana contra 261 computados pelo setor de Estatística e Análise Criminal de 2015. A tendência de queda teria se repetido no interior do Maranhão, onde o índice teria sido 21% menor do que em 2014.

Acesse no site de origem: Ministério anuncia casa que auxilia mulheres vítimas de violência no MA (G1/Maranhão – 09/12/2015)