Mototaxista é condenado a mais de 15 anos pela morte da ex-namorada (TJPA – 02/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Sentença foi proferida no início da noite no Fórum de Ananindeua

Jurados do Tribunal do Júri da Comarca de Ananindeua, sob a presidência do juiz Carlos Magno Gomes de Oliveira, acataram a tese do promotor de justiça Reinaldo Célio Azevedo, por maioria dos votos, e condenaram Fábio Junior Nunes, mototaxista, de 34 anos, réu confesso de matar a namorada Yasmin Gessica Nunes Lobo, 22 anos, promotora de vendas. A pena aplicada ao réu de 15 anos, sete meses e quinze dias de reclusão será cumprida em regime inicial fechado. Na sentença, o juiz negou o direito do réu de recorrer da decisão em liberade.

O defensor público Domingos Lopes Pereira, que atuou em defesa do réu, sustentou tese desclassificatória de homicídio privilegiado ou lesão seguida de morte para efeito de redução da pena, mas o corpo de jurados a rejeitou.

Quatro testemunhas prestaram declarações no júri, que começou por vota das 8h, desta quinta, em Ananindeua.

Ao depor, o réu alegou que teria ido conversar com a ex-namorada para tentar reatar o relacionamento e que ‘perdeu a cabeça’ diante da negativa da jovem, aplicando 16 golpes de faca vítima.

A versão do réu foi a de que estava namorando a jovem há três anos e que o relacionamento teria terminado porque Yasmin estaria se envolvendo com outra pessoa. Fábio confessou ter saído de casa portando uma faca, mas não tinha intenção de usá-la contra a jovem e que teria “perdido a cabeça”. Após o crime, o mototaxista fugiu do local do crime, sendo preso três dias depois, na cidade de Salinópolis.

O crime foi praticado por volta das 06h da manhã do dia 17/11/2014, no quintal da residência da vítima, no Conjunto Cidade Nova VI, Bairro Coqueiro, Ananindeua. O réu pulou o muro da casa da avó da ex-namorada e ficou ali das 2h da madrugada até às 6 da manhã. O corpo foi encontrado pela avó da vítima.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: Glória Lima

Acesse no site de origem: Mototaxista é condenado a mais de 15 anos pela morte da ex-namorada (TJPA – 02/06/2016)