MP quer mapear a rede de atendimento as mulheres vítimas de violência (Agora MT – 18/04/2013)

Encontro reuniu representandes de todas as entidades (Foto: assessoria)

O Ministério Público (MP) quer mapear toda a rede de atendimento às mulheres vítimas de violência na cidade. Ontem (17) pela manhã toda a rede de atendimento as vítimas de violência doméstica estiveram reunidas no auditório do prédio da Promotoria de Rondonópolis com a promotora Regilaine Magali Bernadi Crepaldi da 4ª Promotoria de Justiça Criminal e o juiz titular da Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Túlio Duailibi Alves de Souza.

A presidente do Conselho Municipal da Mulher, Mara Oliveira, informou que a proposta do MP é a de ampliar o diálogo e melhorar o atendimento as vítimas de violência doméstica. Segundo Mara a promotora Regilaine Crepaldi solicitou de todas as entidades que compõem a rede, um relatório explanando sobre o atendimento que cada órgão presta na rede de atendimento a mulher. “A promotora ouviu cada representante e pediu por escrito um relatório sobre a programação de trabalho de cada uma”, disse Mara.

Entre os representantes presentes na reunião estavam a gerente de Proteção Básica Especial da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social, Rosane Novais Garse, e a gerente de Proteção Social Especial, Maisa Bianco, as coordenadoras de todos os Centros de Referência e Assistência Social (Cras), representantes das entidades Amparo a Vida, Casa Esperança, Cadeia Pública, Delegacia da Mulher, Subseção de Rondonópolis da Ordem dos Advogados no Brasil (OAB), e representantes de todos os Conselhos Municipais.

Acesse no site de origem: MP quer mapear a rede de atendimento as mulheres vítimas de violência (Agora MT – 18/04/2013)