MS tem uma delegacia especializada para cada 107 mil mulheres (Dourados News – 16/07/2013)

Dourados tem uma das 12 delegacias especializadas no atendimento à mulher presentes no Estado (Foto: Eliel Oliveira/Diário MS)

Dourados tem uma das 12 delegacias especializadas no atendimento à mulher presentes no Estado (Foto: Eliel Oliveira/Diário MS)

O estudo “Perfil dos Estados Brasileiros 2012”, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que no Mato Grosso do Sul existem 12 delegacias de polícia especializada no atendimento à mulher, ou seja, uma delegacia para cada 107.716 mulheres.

Apesar da quantidade apresentada, o Estado se destaca entre as unidades federativas do Centro-Oeste.

No Mato Grosso são apenas cinco delegacias especializadas, uma para cada 310.006 mulheres. Já Goiás conta com 22 locais, uma para cada 145.732 mulheres e o Distrito Federal com apenas uma. Contudo, a capital brasileira tem 10 núcleos especializados para mulheres em defensorias públicas e oito juizados especiais de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Em Dourados, a delegada titular da Delegacia da Mulher, Rozeli Dolor Galego tem bastante trabalho para atender as ocorrências. Em entrevista ao Dourados News afirmou que 300 mulheres são atendidas por mês na cidade dando maior apoio às vítimas de violência doméstica.

“Com a presença de uma delegacia especializada em atendimento para mulheres no município elas se sentem mais apoiadas e sabem para onde ‘correr’ , para onde pedir ajuda”.

Além de Dourados, no Estado existem delegacias especializadas em Aquidauana, Corumbá, Coxim, Fátima do Sul, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Três Lagoas e Campo Grande.

Nos municípios onde não existem os polos de atendimento, os próprios distritos policiais se encarregam das providências necessárias.

De acordo com Rozeli, os casos mais registrados são ameaça, vias de fato, estupro, lesão corporal e injúria. “Os procedimentos tomados, dependendo da situação, são: registra-se o Boletim de ocorrência; é feita uma medida protetiva, decretada pelo juiz; e é instaurado um inquérito. Em casos graves e em que a medida protetiva é desrespeitada os acusados são presos”.

Em Dourados também fica um dos três núcleos de defensoria da mulher localizados no Estado.

O estudo também apontou que no Mato Grosso do Sul não existe juizados especiais de violência doméstica e familiar.

Eduarda Rosa

Acesse no site de origem: MS tem uma delegacia especializada para cada 107 mil mulheres (Dourados News – 16/07/2013)