Mulheres são maioria das vítimas de violência contra idosos no Distrito Federal (TJDFT – 26/11/2014)

Já está disponível na página da Central Judicial do Idoso, opção Mapas da Violência, a segunda edição do Mapa da Violência Contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal, com dados relativos ao ano de 2013. O Mapa foi lançado no último dia 20/11, durante o seminário Políticas Públicas de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa. Dados apresentados no documento mostram que os filhos são os maiores agressores (aproximadamente 60%) e as mulheres são as maiores vítimas (64%). A faixa etária mais atingida é aquela que vai dos 60 aos 69 anos, com 38% dos casos.

A primeira edição do Mapa foi lançada em 2013 junto com um vídeo de dois minutos alertando para os diversos tipos de violência praticados contra as pessoas com mais de 60 anos.

A Central é uma parceria entre o TJDFT, o Ministério Público do DF e a Defensoria Pública do DF. É um serviço interdisciplinar destinado à pessoa idosa do DF, que tenha seus direitos ameaçados ou violados e que necessite de orientação e atendimento na esfera da Justiça. Seus objetivos principais são garantir a efetiva aplicação do estatuto do Idoso, prover a comunidade do DF de informações, promover a articulação com instituições para atendimento das demandas existentes e assessorar autoridades competentes. Atualmente, a CJI é coordenada pelas juízas Monize Marques e Gabriela Jardon, pela promotora Sandra Julião e pela defensora Elisângela Miranda.

Para saber mais sobre a Central Judicial do Idoso, clique aqui.

Acesse no site de origem: Mulheres são maioria das vítimas de violência contra idosos no Distrito Federal (TJDFT – 26/11/2014)