Mulheres violentadas contam com Casa Abrigo em Cacoal, RO (G1/Rondônia – 07/01/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Endereço é mantido em absoluto sigilo por questões de segurança. Espaço deverá ser inaugurado oficialmente até o dia 10 de janeiro

A Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência doméstica já está funcionando em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho. O endereço do local é mantido em absoluto sigilo, para resguardar a segurança das mulheres que precisarem ser encaminhadas. A casa será mantida através de recursos municipais.

Para ter acesso a Casa Abrigo, as mulheres precisam denunciar os agressores à Polícia (Foto: Rogério Aderbal/G1)

Para ter acesso a Casa Abrigo, as mulheres precisam denunciar os agressores à Polícia (Foto: Rogério Aderbal/G1)

De acordo com a secretária municipal de Ação Social e Trabalho, Mirian Lacerda, o processo para efetivar a Casa Abrigo já vinha tramitando na prefeitura desde o ano de 2009, chegando a ser licitado por seis vezes, mas por motivos diversos o processo não era concluído.

“O local onde essas mulheres serão abrigadas é uma casa comum, com três quatros. Não haverá nenhum tipo de identificação no local para dar maior segurança às abrigadas, e após um ano, ou caso necessário iremos mudar de endereço”, contou a secretária.

Mirian explicou também que para serem encaminhadas para a Casa Abrigo, as mulheres vítimas de violência precisam denunciar seus agressores na delegacia. Somente a Delegacia Civil e o Fórum podem encaminhar essas mulheres para o acolhimento.

“Essas mulheres só poderão ficar nessa casa durante seis meses. Nesse período irão passar por acompanhamento psicológico, assistência social e nossa equipe irá procurar a família. Caso tenham filhos menores, essas crianças poderão permanecer com as mães”, explicou Mirian.

Apesar de já estar acolhendo mulheres vítimas de violência, a casa deverá ser inaugurada oficialmente até o dia 10 de janeiro.

Magda Oliveira

Acesse no site de origem: Mulheres violentadas contam com Casa Abrigo em Cacoal, RO (G1/Rondônia – 07/01/2016)