No 1º caso de feminicídio de Ponta Grossa, réu é condenado a prisão (G1/Campos Gerais e Sul – 31/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Rapaz é acusado de matar a namorada em abril de 2015, no Paraná. Julgamento ocorreu nesta quinta (31); pena passa de 24 anos de prisão

O primeiro caso de feminicídio de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, foi julgado nesta quinta-feira (31). O réu, Tiago Mendes, foi condenado a 29 anos e quatro meses de prisão por matar a namorada Giovana Camargo, de 15 anos, em abril de 2015.

Clique aqui para assistir à reportagem

Feminicídio é quando o homicídio ocorre em virtude da condição do gênero feminino.

A qualificação foi incluída no Código Penal em março de 2015 – pouco tempo antes de, segundo a Jusitiça, Tiago matar Giovana a tiros.

A adolescente caminhava pela Avenida Visconde de Mauá, uma das principais da cidade, quando foi atingida nas costas.

O julgamento de Tiago ocorreu no Fórum de Ponta Grossa, pela manhã. Ele foi condenado pelo júri popular por homicídio triplamente qualificado porque porque Giovana não teve chance de defesa, porque o motivo foi fútil e também por conta do gênero da vítima.

A defesa de Tiago informou que vai recorrer.

Acesse no site de origem: No 1º caso de feminicídio de Ponta Grossa, réu é condenado a prisão (G1/Campos Gerais e Sul – 31/03/2016)