“Nosso foco é fazer com que os homens passem a disseminar a cultura da paz”, diz defensor em lançamento de Campanha (DPMT – 02/12/2013)

A Defensoria Pública de Mato Grosso lançou, na manhã desta segunda-feira (02), a Campanha do Laço Branco (Foto: DPMT)

A Defensoria Pública de Mato Grosso lançou, na manhã desta segunda-feira (02), a Campanha do Laço Branco (Foto: DPMT)

Com o intuito de conscientizar os homens contra a violência doméstica e reduzir, cada vez mais, os números ainda alarmantes no Estado, a Defensoria Pública de Mato Grosso lançou, na manhã desta segunda-feira (02), a Campanha do Laço Branco, cujo tema é “Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres”. Com um laço branco do lado esquerdo do peito, o Defensor Público-Geral, Djalma Sabo Mendes, abriu a solenidade destacando o foco diferenciado desta Campanha Internacional.

“Nos sentimos honrados em mobilizar a sociedade nesta luta contra a violência doméstica e para fazer com que o público masculino passe a disseminar a cultura da paz. Não atuaremos mais apenas de forma repressiva, mas sim no sentido de evitar que o ato de violência aconteça”.

Djalma também pediu que todos os presentes, ao deixarem o evento, difundissem a mensagem da Campanha. “Vamos trabalhar para que a conscientização se torne um eco, partindo dos homens, e evitar situações trágicas, bem como diminuir esses números vergonhosos com os quais temos que conviver”.

Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado, a Defensora Pública Rosana Leite de Barros, ponderou que houve uma diminuição do número de casos em Cuiabá e Várzea Grande, de janeiro a outubro deste ano, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 17.359 casos registrados na Capital em 2012 contra 16.206 neste ano. Já na cidade vizinha, os números passaram de 5.638 para 5.206. Ela ressaltou, no entanto, que apenas na Capital são mais de 24 mil processos em tramitação nas Varas de violência doméstica.

Outro dado apresentado pela Defensora foi referente à pesquisa realizada pelo instituto Avon, que entrevistou 995 homens, dos quais 56% confirmaram que já cometeram algum tipo de violência contra a mulher. “Os números são alarmantes, temos que trazer a conscientização para a sociedade. Nós, como Defensores Públicos, estamos acostumados a frequentar cadeias e a maioria dos presos sofreu violência quando criança. O filho reproduz o que vê dentro de casa. A violência é algo que tem que ser extirpado, para que a sociedade se torne melhor”.

A Defensora também propôs, aproveitando a presença da Secretária Estadual de Cultura, Janete Riva, que o assunto debatido seja incluso no currículo escolar. Janete, por sua vez, garantiu que a pasta está à disposição para qualquer ação que trate deste assunto, pois acredita que apenas com a união de todos é possível transformar essa realidade que afronta a sociedade.

Coordenadora da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa e parceira da Defensoria na realização do evento, Dilair Savi afirmou que é preciso trabalhar para que a campanha tome a maior dimensão possível e garantiu que a Sala da Mulher sempre irá apoiar todos os projetos cujo foco seja a violência contra a mulher e a criança.

Também marcaram presença no evento a Superintendente de Políticas para as Mulheres de Mato Grosso, Ana Emília Sotero, representantes dos Correios, da Polícia Militar de Cuiabá e Várzea Grande, da Polícia Ambiental, do Batalhão de Trânsito, da Rotam, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Associação Mato-grossense dos Municípios, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, do MT Fomento e da Associação de Moradores do Pascoal Ramos.

Números

Nos últimos três anos os casos de violência contra as mulheres cresceram significativamente no Estado. Em 2010 foram 23.811 casos registrados. Já em 2011 foram pouco mais de 26 e em 2012 ou números subiram para 32.471.

Programação

A Campanha permanece ao longo desta semana com uma série de atividades, sendo encerrada em seis de Dezembro, Dia Nacional da mobilização dos homens contra a violência doméstica.

Atividades da Campanha:

02/12/2013 – Blitz Educativa da PM e Defensoria em frente ao Shopping Pantanal – das 17h às 18h.

03/12/2013 – Palestra da Campanha na Base da PM do Bairro Pedregal com o Defensor Público Francisco Flamarion – às 8h.

03/12/2013 – Blitz Educativa da PM na Avenida das Torres – Capitão Sízano – às 16h.

04/12/2013 – Panfletagem pelas alunas do curso de Serviço Social da UFMT.

05/12/2013 – Audiência Pública na Câmara Municipal de Várzea Grande com o tema: Campanha do Laço Branco e Violência contra as Mulheres, sob responsabilidade da Defensora Pública Tânia Matos – às 9h.

05/12/2013 – Palestra da Campanha no Bairro Planalto (Rede Cidadã e PM) com o Defensor Público Paulo Lemos – às 9h.

05/12/2013 – Blitz Educativa da PM no Bairro Planalto.

06/12/2013 – Palestra na sede dos Correios de Várzea Grande com o Defensor Público Paulo Lemos.

Acesse no site de origem: “Nosso foco é fazer com que os homens passem a disseminar a cultura da paz”, diz Djalma em lançamento de Campanha (DPMT – 02/12/2013)