Nota da ministra Eleonora Menicucci sobre a prisão de Victor Arden Barnard no Rio Grande do Norte (SPM – 02/03/2015)

Venho por meio desta reafirmar nosso repúdio aos crimes sexuais que atingem mulheres e meninas. O Brasil não tolera a violência de gênero praticada, por quem quer que seja, e sob qualquer justificativa.

Neste sentido, parabenizo a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte e a Interpol pela prisão, na última sexta-feira (28/02), na Praia da Pipa, em Tibau do Sul (RN), do foragido Victor Arden Barnard, 53 anos, líder de uma seita religiosa nos Estados Unidos que responde a 58 acusações por crimes sexuais. O seu nome constava na lista dos 15 indivíduos mais procurados pela agência U.S. Marshal, organização policial norte-americana responsável pela busca e captura de fugitivos internacionais.

Com a mesma ênfase, reitero que a tarefa de combatermos os crimes sexuais, especialmente os de estupros, é de toda a sociedade. Assim, pessoas que fazem apologia a essas práticas criminosas devem ser devidamente responsabilizadas.

O governo brasileiro atua com energia na prevenção e repressão de qualquer tipo de violência contra as mulheres, de todas as idades. Investimos recursos, criamos programas, desenvolvemos projetos e capacitamos pessoas para intensificar o combate à violência e garantir a responsabilização e penalidade aos criminosos. É necessário que todos e todas façamos a nossa parte para efetiva garantia dos direitos das mulheres.

Acesse no site de origem: Nota da ministra Eleonora Menicucci sobre a prisão de Victor Arden Barnard no Rio Grande do Norte (SPM – 02/03/2015)