Nota de repúdio ao assassinato da escrivã de polícia no Maranhão (SPM-PR – 20/05/2014)

O Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM) e a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) manifestam repúdio ao assassinato da escrivã de Polícia Civil Loane Maranhão Silva Thé, ocorrido na última quinta-feira (15), dentro de uma Delegacia da Mulher, em Caxias (MA), enquanto colhia depoimento de suspeito de estupro.

Essa violência é tanto mais grave pelo fato de ter se voltado contra uma autoridade policial que, em seu lugar de trabalho, zelava exatamente pelos direitos das mulheres. Isso não bastou para conter o assassino.

O crime explicita o preconceito, o machismo e a misoginia, os quais todas combatemos. O CNDM e a SPM expressam solidariedade à família e aos demais profissionais que atuam no enfrentamento à violência contra as mulheres.

Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM)
Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR)

 Comunicação Social
Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM

Acesse no site de origem: Nota de repúdio ao assassinato da escrivã de polícia no Maranhão (SPM-PR – 20/05/2014)