Número de casos de violência contra a mulher cresce em Marabá, no PA (G1 – 11/08/2015)

Cerca de 30 denúncias foram registradas por mês neste primeiro semestre. Crimes de ameaça lideram entre as ocorrências.

Dados da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Marabá, no sudeste do Pará, apontam o crescimento no número de casos de violência contra a mulher no município: cerca de 30 denúncias foram registradas por mês no primeiro semestre deste ano. A maioria das ocorrências corresponde a crime de ameaça, com 25% das ocorrências.

Clique na imagem e assista ao vídeo da matéria:

Untitled-

“Pode ser que esse número já existisse, mas as mulheres não tinham coragem de denunciar. O fato é que o número de ameças aumentou, o número de inquéritos aumentou também”, explica a delegada Ana Paula Fernandes.

Vítima da violência doméstica, uma mulher, que pede para não ser identificada, conta que depois de quase dois anos sendo ameaçada e agredida pelo marido, procurou a delegacia para denunciar o companheiro.

“Ele sempre me agride, agride a minha família. E eu não aceito mais. Eu tenho medo dele e tive que botar um ponto final nisso”, denuncia.

Segundo a polícia, o levantamento foi feito com base nos dados do Disque Denúncia: os casos de agressão física correspondem a 82% dos casos, outros 33% são ameaças de morte e 55% são de agressões verbais. E a violência dentro de casa lidera as estatísticas, com 73,5% , em 9% dos casos acontece na rua; e 17,5% em outros locais.

A delegada alerta para os cuidados que as mulheres devem tomar logo no começo.

“Começa com agressão verbal, vai partindo para ameaça até que chega ao ponto da lesão corporal. Então a mulher tem que perceber os sinais que o agressor vai dando. O ideal é que já na primeira ameaça, ela entenda que é crime”, reforça.

Os crimes contra a mulher podem ser denunciados na delegacia especializada de 8h às 18h, de segunda à sexta-feira. Durante a noite, aos sábados e domingos, as ocorrências podem ser registradas nas delegacias de plantão. As denúncias também podem ser feitas pelo 190.

Acesse no site de origem: Número de casos de violência contra a mulher cresce em Marabá, no PA (G1 – 11/08/2015)